quinta-feira, maio 26, 2005

Estupidez e analfabetismo

A elite iletrada

Olha, eu vim da favela.

Onde eu morava, todo mundo falava "pra mim fazer". Todo mundo comprava bala com "treis cruzero". Todos iam a feira comer "uns pasteu". Nao, nao sou paulista. Mas morava em um lugar relativamente humilde, e com muita gente com pouca instrução.

Obvio, se hoje em dia escrevo mais ou menos bem, é obra das escolas que estudei e do grande amigo B.Piropo que vivia dizendo que "indio nao faz isso" quando eu falava que era "pra mim fazer". Valeu BP!

Agora...é inaceitavel que uma jovem de um colegio CARO da zona norte escreva algo como

"ai quem ta estudandu la esse anu e po u q vcs mas gostam nu colegio?"

Desculpe aê, mas nao dá pra aturar uma jovem de seus 18 anos escrevendo assim nao. Pra mim isso ai só demonstra falta de cultura.

Dizem que a lingua portuguesa nao é estatica, porem dinamica. Há mudanças acontecendo a todo momento. Mas pelo amor do santo Deus, isso ai em cima é um exagero!!!

Na realidade eu sinto uma pontada nos ovos a cada vez que eu leio coisas como essa, mas acho que eu sou um mero radical elitista. De qualquer forma, eu estava passeando pelo orkut e vi essa comunidade: "EU AMO OUVIR MUSICA ALTA" na qual o "texto introdutorio" da comunidade é "AE GENT... ESSA COMUNIDADE EH PRA QM AMA OV MSK ALTA... Q EH MTO BOUM... E ESSA COMUNIDAD EH PRA QM NAO CONSEGUE VIVER SEM OUVI UMAS MUSICA ALTA..."

Isso me leva a concluir que:
- Quem ouve musica insanamente alta, nao é bom da cabeça
- Quem ouve musica insanamente alta, nao tem cultura
- Quem ouve musica insanamente alta, tem algum POBREMA

Meu Deus, será que estou sendo elitista demais?

Ou será que estou irritado, como sempre, e manifestando minha profunda irritação face a vida?

Um comentário:

Pombo disse...

- Quem ouve musica insanamente alta nao é bom da cabeça
- Quem ouve musica insanamente alta nao tem cultura
- Quem ouve musica insanamente alta tem algum POBREMA

Não separe o sujeito do predicado.