segunda-feira, junho 27, 2005

A inacreditavel estupidez jornalistica

Eu ainda nao acredito que li isso.

Em alto e bom tom, a jornalista fala das drogas novas, incluindo o "chá de fita cassete".

Cara...usa um pouco de auto-critica...FITA CASSETE?????????????

Na realidade a historia começou na lista MSXBR-L, que é um grupo de aficcionados pelos microcomputadores da linhagem MSX. Um grande amigo nosso, o Daniel Kim, vulgo "Ginseng" é um dos membros mais bilólós das ideias. Ele é bem doidinho mesmo, mas no lado bom da coisa, nada de drogas, nada de entorpecentes, nada de "parada errada". Ele é maluquinho mesmo, de falar abobrinha, de ser um cara engraçado, de ser amigo de todo mundo. Um cara maneiro.

Ai um dia, alguem na lista de discussao da MSXBR-L falou que o Ginseng era maluquinho porque tomava muito chá de fita cassete.

Pra quem nao sabe, ou nao lembra, fita cassete era como se armazenavam os programas dos computadores de 1900 e bolinha quadrada, ou os jogos do atari nos "cart copiers" como o arcadia starpath, copy game, etc...

Entao, como ficou engraçado, passou a se dizer na lista que, se o cara ta doidao, falando besteira o u fazendo besteira, é porque "tomou muito chá de fita cassete", normalmente manufaturado pelo Ginseng e pela sua (enorme) coleção de fitas cassete mofadas de 1900 e bolinha retangular.

Se voce é uma pessoa inteligente, coisa que pelo visto essa reporter NAO É, dá pra perceber que ficar doidao com "chá de fita cassete" é IMPOSSIVEL porque:
  • Fita cassete nao tem alucinogenos, em nenhum dos seus componentes
  • fungo de fita cassete nao é cogumelo de deixar doidao
  • como se faz chá de fita cassete, que se derrete com alta temperatura????
Ou seja, nem precisava desse texto explicativo. A ideia é TAO ESTUPIDA que era digna de estar no www.cocadaboa.com . Eu nao sei de onde esta INSANA tirou a ideia de que chá de fita cassete consegue deixar alguem doidao.

E se voce é uma pessoa até mesmo inculta, mas leu esse texto até aqui, acredito que tenha entendido que o chá é uma tradição da lista, uma brincadeira entre nós e algo completamente desprovido de base teorica, pratica e alucinogena.

Alias, na minha humilde opiniao, foi a tal jornalista que deve ter fumado um...

Irritado? Nah, hoje nao to nao, foi é engraçado ler essa materia, uhauhauhauhahua

sábado, junho 18, 2005

A estupidez e a falta de cultura, aliada a boa vontade tipica do Brasileiro

Porque a gente tem tanto SPAM

Gente, acorda...

Uma mania brasileira, senao mundial, é o forward de mensagens de alerta. Pode ser qualquer coisa. Desde alerta de virus até alerta de fogo dentro da sua propria casa. Hoje um individuo desses me mandou um alerta dizendo que tinha virus no Orkut, e que o virus era o jdbgmgr.exe. O cara nao se deu sequer o trabalho de pesquisar pelo nome do arquivo no Sao Google, pra ver se descobria alguma coisa. Nao, tratou de encaminhar a mensagem pra TODA a sua lista de e-mails. Resultado: Mais um hoax. E esse é até um hoax novo, embora o arquivo usado seja velho.

Outro mandou um monte de fotos (mais de 800K!!!) pra lista do Ford-Escort, dizendo que era o patio da VW em Sao Bernardo. O patio alagado, cheio de carros. Só tinha um problema...NENHUM carro era nacional :o) Alias, só de ver a foto (em tamanho reduzido, no e-mail) ja dava pra perceber CLARAMENTE que aqueles carros nao sao Brasileiros. Fora o fato que, se voce olha na foto 1, voce ve na fabrica as cores da bandeira da França!!! Tem que ser muito estupido pra acreditar numa coisa dessas.

Curiosos? Fotos aqui, aqui e aqui.

Quando eu estava no ginasio, sexta ou setima serie, eu tinha uma professora de historia que era muito bonita e fumava muito (eca). Nao lembro o nome dela, infelizmente. Mas gostava muito dela. Heloisa, Helena, algo assim. Ela falava da critica interna e da critica externa. A critica externa era a critica que outras pessoas faziam da sua informação. A critica interna é a critica que VOCE MESMO faz acerca da veracidade e exatidao da sua informação. Esse povinho de internet nao faz a minima questao do que é isso.

Certos acontecimentos tem me deixado bem menos irritado. Mas a estupidez me irrita um bocado :oP

PS: Nao, nao achei nada sobre essas fotos no google, apos mais de uma hora de procura. Quem tiver noticias de onde sao essas fotos, podem me dar um toque?

quarta-feira, junho 15, 2005

Ih...desestressou?

Hum...nao estou irritado. O que tá havendo? :oP Por isso que nao tem tido posts aqui.

Será que estou ficando bomzinho? :o)

sexta-feira, junho 10, 2005

Ta sozinha porque quer

De que adianta procurar dinheiro onde só tem contas a pagar???

Olha o trecho que eu achei nessa materia aqui ó...

" Bianca, assídua freqüentadora de micaretas, emenda: “Acho que o Rio tem muito solteiro porque a maioria é estudante. Nas festas, só vejo gente sozinha e que mora em Copa”."

Vamos listar os erros:
  • Frequentadora de micaretas. Aqui no ES, o "vital" é uma micareta que voce paga 300 a 400 reais por um "abadá", que te dá direito a pular "dentro da corda". Obvio que "dentro da corda" só tem os mais ricos da cidade e as meninas escolhidas a dedo para ganhar abadá de presente. Sao escolhidas as mais bonitas, mais gostosas e **mais safadas**, ou seja, vital é a festa do beijo e do sexo livre. A competição entre os otarios do high society mirim é quem dá mais beijo na boca. E a estupida do texto quer achar "compromisso serio" no meio de um povo desses. Dá um tempo!
  • Solteiros pq sao estudantes. O fato de ser estudante nao quer dizer que seja solteiro. E a maioria no rio nao é estudante.
  • Gente sozinha que mora em copa. O que voce vai fazer pra conhecer gente em copacabana? Todo mundo enfiado nos predios-pombais-de-quarto-e-sala que entopem a paisagem copacabanense, trabalha o dia inteiro pra sustentar o seu status de morar em copacabana, a noite ta esgotado de cansado e nao pode sair porque a violencia nao deixa. Ou porque nao tem grana, porque a grande maioria dos que moram em copacabana sao uns duros com condominio atrasado que nao tem onde cair mortos.
Ou seja, ta sozinha porque quer, vai procurar namorado em um lugar que tenha pessoas querendo namorar, e nao querendo tirar umazinha e dar o fora.

Eu estou irritado porque aqui no ES ainda nao conheci ninguem legal. E aqui nao é copacabana, nem frequento o vital.

quarta-feira, junho 08, 2005

Vergonha...

Tenho vergonha do meu país. A cada dia que passa, corrupção e violencia sao mais comuns. O presidente (?) Lula disse que "a corrupção nao está aumentando". Claro que nao, ela aumentou bem antes. O que está acontecendo agora é que ela está aparecendo, de tao grande que está.

E como um articulista citou na veja, o pais está passando por uma crise moral tamanha. Quando voce olha ao seu redor e só ve má noticia, voce começa a se acostumar com aquilo, fica com aquele gosto de fim de festa na boca, pensa que esse é o "normal". Foda isso, cada dia ta pior.

Quando vai aparecer um MACHO pra botar ordem nessa zorra? Nao precisa ser homem nao, pode ser mulher. Mas tem que ter DISPOSICAO, tem que ter HONESTIDADE, tem que ter CORAGEM e tem que ter PERSEVERANÇA.

Algum pais decente quer me adotar? Chile?

Irritado...irritado...irritado...

Fogo no rabo

Como as "celebridades" sao promiscuas

Olha só aqui ó...Foi só a alpinista Cicarelli se separar do coitado do Ronaldinho, e ja ta dando pra outro, e depois outro, rapidinho. A fila anda. E anda rapido.

Irritado? Nao, ate que nao. Eu cantei a pedra antes de sair. :oþ

Maconha no cerebro dos outros é refresco

Sim, drogas sao uma droga, mas quando voce é preso.

Escreveu o filho do rei pelé:
“Gostaria que esse meu desabafo servisse de exemplo para que os jovens não trilhassem esse caminho que trilhei. Motivado pela curiosidade de tempos atrás, mais precisamente após ter deixado o futebol profissional, atravessando uma depressão, tornei-me um dependente químico, utilizando-me propriamente de maconha. Cada vez mais tornei-me outra pessoa, diferente daquela que todos conheciam. Não tinha disposição ou controle de meus pensamentos. Tudo na busca de satisfação na droga, na maconha. Nem mesmo meus familiares, pai, mãe, esposa e dois filhos pequenos, foram suficientes para que meu vício fosse abandonado (...) Hoje, no fundo do poço em que me encontro, percebo o quanto errado e danoso é o caminho das drogas. Humildemente reconheço minha situação de dependente e peço ajuda. Que todos que me amam, familiares e fãs, me perdoem por ter em algum momento deixado de ser um bom exemplo.”

Ora pois, dizer isso tudo depois de ter feito merda adoidado é facil, todo drogado quando é pego pela policia vem com esse discurso macio pra facilitar. Perdeu mermao, agora é xilindró.

Eu fico irritado com a demagogia. Parece que tao querendo me fazer de babaca.

segunda-feira, junho 06, 2005

O texto fala por si só :oþ

Cenário: "Pai trabalhador e filho estudante dentro do carro a caminho da
escola"

Filho: Pai, já que roubaram o som do carro vamos conversar um pouco?
Pai: Claro filho
Filho: Pai, o que é inclusão social?
Pai: Bom filho, é que muitas pessoas têm muito e outras nada têm, a
inclusão consiste em dar direitos iguais a todos.
Filho: Ah tá, os integrantes do MST são um exemplo de excluídos né?
pai: Isso filho.
Filho: Pai, o que eu devo ser quando crescer?
Pai: Bom, primeiro escolha uma profissão que você goste, depois estude
muito, mas muito mesmo e depois trabalhe muito mais, dia e noite, só assim
você será alguém na vida.

(Atrasados para a escola, o pai pára sobre a faixa de pedestres e é
multado,além de ser maltratado pelo policial).

Filho: Pai, o que houve?
Pai: Fomos multados filho
Filho: Mas por que?
Pai: Porque estávamos bloqueando a passagem filho.

(Um pouco adiante o trânsito pára, a marcha do MST está passando).

Filho: Pai, por que eles estão bloqueando nosso caminho?
Pai: É a marcha do MST filho.
Filho: Ah tá, e aqueles policiais estão multando eles né?
Pai: Não filho, estão escoltando eles.
Filho: Ué, mas nós estávamos bloqueando a passagem e fomos multados e
maltratados, e eles estão bloqueando tudo e são escoltados?
Pai: (silêncio)
Filho: E o que é aquilo ali?
Pai: É o refeitório deles
Filho: Ah sei, lá eles gastam aqueles vales-refeição igual ao seu,que a
pessoa ganha da empresa na qual trabalha.
Pai: Não filho, o governo paga a alimentação pra eles.
Filho: Ué, e por que não paga pra você também?
Pai: (silêncio)
Filho: E aquela ambulância lá? Ah já sei, é por causa do plano de saúde
que eles pagam né, como você, paga pra poder ter assistência médica né?
Pai: Não filho, eles não pagam plano de saúde.
Filho: Ué, não entendi.
Pai: É o governo que está pagando essas ambulâncias que você está vendo.
Filho: E por que você paga plano de saúde então?
Pai: (silêncio)
Filho: Por que a maioria deles está com rádio?
Pai: Porque o governo doou 10.000 radinhos pra eles se comunicarem.
Filho: Pô e a gente sem som no carro, e você fala que precisa trabalhar
pra comprar outro, vamos pedir pro governo então.
Pai: Eles não nos dariam filho.
Filho: Ah, já sei. Você reclama que paga 40% de tudo que ganha pro
governo,mas com certeza eles pagam muito mais né? Eles têm todas essas
regalias.
Pai: Não filho, eles não pagam nada.
Filho: Como assim?
Pai: (pensativo, em silêncio).
Filho: Pai quero parar pra falar com eles.
Pai: Não adianta filho, eles só falam através de assessor de imprensa.

Filho: Que legal, vamos contratar um assessor de imprensa pra nós pai?
Pai: Filho isso é muito caro, eu precisaria trabalhar o triplo do que
trabalho pra poder pagar um assessor de imprensa.
Filho: Mas eles nem trabalham e têm?
Pai: Mas é o governo que paga filho.
Filho: Pai, não foram eles que invadiram um prédio público e fizeram a
maior bagunça?
Pai: Foram sim filho
Filho: E o que aconteceu com eles:
Pai: Nada filho
Filho: E por que eu fiquei de castigo e levei uma baita bronca porque
quebrei a lâmpada do poste jogando bola.
Pai: Porque você tem que cuidar e respeitar o patrimônio público filho.
Filho: E eles não precisam?
Pai: (silêncio)
Filho: Pai vamos com eles?
Pai: Claro que não filho, você precisa estudar e eu preciso trabalhar.
Filho: O QUE? PODE PARAR, EU VOU COM ELES, APRENDI QUE OS EXCLUÍDOS
SOMOS
NÓS, QUERO MINHA INCLUSÃO JÁ (desce do carro e se junta à passeata).
Pai: (silêncio)

O que é droga?

Ponderações sobre as reunioes de drogados, conhecidas como "bares"

Alguem pode tentar me explicar o que difere o alcool da maconha?

Ontem estava lendo o blog do viciado carioca. Depois de le-lo, peguei o carro e fui tomar um caldo la na skaldaria da praia de camburí, para desafogar a cuca de uns problemas que eu andei tendo. Nao vou nem citar a irritação de - DE NOVO - nao ter caldo de capeletti. Tudo bem, deixa esse mau humor para outro post, la fui eu pra skaldaria de coqueiral, perto da minha casa, que eu simplesmente ODEIO. Mas queria tomar um caldo.

Chegando lá, de longe ja nao gostei do ambiente. Tambem nao vou citar o tamanho (miudo) do lugar, e as absurdas cadeiras de ferro, ENORMES, que ficam enroscando umas nas outras e te impedem de passar por entre elas. Tambem nao vou citar o caldo de capeletti HORRIVEL que eu tomei. TAVA UMA MERDA. Foi o pior capeletti que eu tomei na minha vida. Hoje eu vou fazer é sozinho aqui em casa mesmo. Nem da ALTISSIMA musica ao vivo, que eu nao gosto.

Eu vou falar das pessoas que frequentavam o lugar.

Primeiro, parece que quem gosta de sair a noite sempre fuma. Sorte que o lugar era aberto, porque era um verdadeiro fumodromo. Todas as pessoas ao meu redor fumavam, mas nao é disso que eu vou falar.

Eu vou falar do nivel cultural e alcoolico das pessoas ao meu redor.

É interessante ver os grupos de pessoas que saem pra beber juntas num bar. Olha, eu nao bebo. Pelo menos nao como essas pessoas. Eventualmente eu bebo um vinho, um licor, algo assim. Nao vou dizer que nunca tomei um porre. Uma vez tomei uma garrafa de cachaça inteira pra ver qual era o resultado. Talvez por isso eu saiba que, quando alguem bebe, é pra ficar doidao.

Observando as pessoas ao redor, eu notei que todas elas dançavam, riam e conversavam, de uma maneira completamente demente, completamente fora de si. Uma pessoa em sua sã consciencia nao ia levantar o dedinho e ficar fazendo movimentos pra la e pra ca sentada em uma mesa de boteco, tem que estar MUITO DOIDA pra ficar fazendo isso.

Eu observava as pessoas, via como elas bebiam, e como elas estavam tontas. Um pessoal de uma mesa ao lado da minha, ficava gritando "SERA?! SERA?!" como naquele comercial estupido de tv, e dando berros, gritos, uivos, chegando a incomodar! Nao era uma ou outra vez, mas foi o tempo todo que estive lá

Outra era uma senhora negra, gorda, bem gorda. De saia curtissima e cigarro na boca, abaixou-se para dar uns tabefes e ajeitar a calça de uma criança (com o cigarro na boca e aquele bafao na cara da coitada da criança), fazendo com que as pessoas ao redor - em profundo desgosto - vissem até o seu utero. Nao, nao foi uma experiencia visualmente agradavel.

A realidade é uma só: Essas pessoas que vao para um bar, enchem a cara, aproveitam musica de pessima qualidade e depois voltam pra casa, nao passam de um grupo de drogados que, nao apenas se drogam em grupo, como tambem fazem uma arruaça danada e ainda por cima fazem besteira dirigindo ao voltar pra casa. Direção e alcool nao combinam, mas infelizmente é o que mais vemos por ai.

Imagine como seria conversar em grupo num lugar onde a musica passa dos 100db, tendo que aturar aquela mesmicie, cheiro de cigarro e caldo de capeletti de baixa qualidade? Sem estar com a "cabeça feita", definitivamente nao dá.

Ai eu pergunto: Porque proibir a maconha, se o tabaco e o alcool sao liberados? Nao que eu goste de um ou outro, mas porque nao entendo realmente o motivo do alcool ser liberado. Por mim, lei seca a partir de hoje.

Eu nao procuro motivos pra ficar irritado. É que a estupidez definitivamente me deixa irritado.

sábado, junho 04, 2005

Daslú de rol* é c*!

Ou: Enquanto houver otario no mundo, vagabundo esperto bate palminha. Klatsche in die hande!

Eu estava lendo esta reportagem, sobre o roubo do caminhao da Daslu. Que fique bem claro, eu nao tenho absolutamente nada contra a Daslu. Eles compram produtos, vendem produtos, embolsam um pusta lucro, pagam impostos...ou seja, é uma empresa como qualquer outra, que merece o meu digno respeito.

O que me deixa profundamente irritado, pra nao dizer preocupado, é a quantidade de otarios que tem nesse pais.

Listinha de preços Daslú:
  • Vestido de passarela = R$ 15.000
  • Bolsa = R$ 3.000
  • Calça Jeans = R$ 3.000
Ei, perai, tem algo de errado nessa equação!!!
Eu me lembro que quando eu tinha meus 13, 14 anos, tava na moda "roupa de marca". Eram marcas como Pier, Redley, Company, Cristal Grafitti e outras. Eu me lembro que ficava babando em frente a loja da Pier, e tanto babei que um dia minha mae comprou uma camisa pra mim por um preço absurdo. Dava pra comprar umas 4 ou 5 camisas "genericas". Mas a camisa era "A" camisa. A estampa era lindissima e de qualidade. A malha...sem exagero, se nao foi a melhor que ja vi até hoje, era a segunda melhor. Essa camisa durou bem seus 7 pra 8 anos, a estampa ja um pouco gasta, mas a malha sempre firme. Eu adorava essa camisa, era muito confortavel.

Agora, alguem gastar TRES MIL REAIS numa calça jeans que custa 20 ou 30 mangos aqui na Gloria? Ta de palhaçada com a minha cara, né?

Nao é a Daslu. É quem frequenta a Daslu. Perdeu-se a referencia do razoavel, graças a uma conta bancaria estratosferica! Comprar uma bolsa de 3 mil reais é diferente de comprar uma ferrari de um milhao de reais. Quando voce compra uma Ferrari, voce está comprando um carro de carroceria de aluminio e fibra de carbono (que custa muito caro), está comprando um motor de DOZE cilindros de aluminio (que custa MUITO caro), um sistema computadorizado de freio, injeção e tração que te salva a pele muitas vezes (e que nao custa barato). Voce está comprando um simbolo de status e sucesso, mas que te gratifica pessoalmente a cada momento. É algo que TEM RAZAO de custar essa fortuna.

Agora pelo amor de Deus, me expliquem: O que tem uma calça jeans ou uma bolsa para custar tres mil reais? Tecnologia? Valor agregado? Componentes derivados da NASA ou das corridas de F1?

A Daslu nao está errada. Enquanto tiver otarios pra pagar os altissimos preços deles, eles batem palmas. Eu bateria tambem. Mas pensem só, onde está a logica de pagar QUINZE MIL REAIS por um vestido? Cara, com QUINZE MIL REAIS voce consegue:
  • Alugar uma casinha pequena de R$ 300 reais/mes por um mes (R$ 300)
  • Pagar uma costureira durante um mes ao absurdo salario de 3000 reais (R$ 3000)
  • Comprar uma overlock, maquina de costura industrial, recortadeira de tecidos, etc (R$ 3000)
  • Comprar uns rolos de seda, a mais ou menos uns 5 reais o metro (R$ 1000 de pano, só pra ficar legal)
  • Pagar o almoço da sua costureira todo dia no melhor restaurante. O Jantar tambem. (R$ 50/dia * 30 = R$ 1500)
  • Registrar uma empresa e uma marca, por exemplo, DasLouca (R$ 1200)
  • Pagar um peao pra administrar isso tudo (R$ 1500)
  • Pagar uma ajudante pra costureira (R$ 1500)
  • Doar 2 mil reais pra uma obra de caridade qualquer e ser "chique" (R$ 2000)
E dessa brincadeira ai, vai sair uns 100 ou 200 vestidos, iguaiszinhos os da Daslu. Se nao melhores, porque afinal sao feitos sob medida pro seu corpo. Note que eu peguei PESADO nos valores. Costureira nao ganha 3000 reais, muito menos ajudante e supervisor ganham 1500. Mas eu exagerei BASTANTE no preço pra voce ter uma ideia da INSANIDADE que é comprar um vestidinho por miseros quinze mil reais. Eu nao vou nem citar o fato que o meu carrao esporte custou metade disso, porque eu sei que eu sou um duro mesmo. Mas pensem: ONDE ESTÁ A RAZÃO???

Eu sou um cara irritado. Mas norteio a minha vida pela razao. Eu nao perco a razao por estar irritado.

quinta-feira, junho 02, 2005

E as pessoas cada dia se tornam mais estupidas....

  • Nao, eu nao vou pagar 189,90 pelo Atari Flashback, console retrô da propria atari, que custa Us$ 9.90 nos estados unidos. Se eu comprar la fora na best buy ou amazon, pagar os 60% de absurdos impostos e receber na minha casa em 5 dias, custa mais barato.
  • Nao, nao foi o Mandic que trouxe BBS pro Brasil. O CBBS do Pinto foi o primeiro, beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem antes dele saber o que era isso.
  • Nao, a foto do site do terra nao tem nada a ver com a internet. Um cabo serial teria, mas um cabo VGA nao.
  • Nao, nao concordo com 90% do que está escrito na pesquisa do terra sobre os 10 anos de internet.
  • Nao, nao acho jornalistas inteligentes. A grande maioria vive em um marasmo de burrice apenas equiparado aos simios, que se limitam a imitar o que veem ao seu redor.
  • Nao, a mulher la do raio que o parta que vendeu a alma nao foi a primeira, todo dia tem gente fazendo isso no mercado lixo e nem por isso vira noticia.

Porque eu ando irritado? Porque certas coisas equivalem a me chamar de estupido na minha cara, e eu nao gosto disso.