quarta-feira, outubro 24, 2007

A tendencia do velox

Ontem eu encontrei o "DJ" la no carrefour, e estavamos conversando acerca do problema de nao ter velox disponivel no lugar onde ele mora. Coisa rara hoje em dia, porque depois das mini-centrais telefonicas (aqueles "armarios" cinza que tem a marquinha da telemargh), onde chega um coaxial ou fibra optica e saem trocentos mil pares de telefone, todo lugar pode ter velox. Sim, hoje em dia as centrais sao distribuidas. Temos toda a comunicação feita por fibra optica e a distribuicao dos "ramais" é local ao bairro. Muito inteligente.

Pois bem, na casa dele ainda nao tem velox, nao porque nao está disponivel o serviço, mas por estar - pasme - sobrecarregado.

A coisa agora ta assim - TODO mundo que eu conheço, tem velox. Note que eu nao conheço só gente rica. Mas TODO mundo que eu conheço, ja tem o velox. Interessante comentar que, ha 10 anos, quando eu cheguei aqui no Espirito Santo, o provedor de Acesso que eu me "encostava" (nao, eu nao trabalhava la, mas os donos eram meus amigos e me davam autorizacao pra ficar la dentro peruando. Bom pra eles e bom pra mim que tinha como acessar a internet) tinha um canal de 64K para 20 ou 30 linhas telefonicas. Hoje em dia, o velox mais vagabau é de 320K. Progresso...

Porem, o sistema está ficando saturado. Outro dia nao consegui fazer nenhum download acima de 4K ou 5K. E onde o DJ mora, nao tem par com velox disponivel no momento. Ou seja, vamos ter que arrumar outra solucao pro coitado ter internet. Pior que ele está encostado por razões medicas, e seria muito bom pra ele um acesso direto.

Vamos ver o que a gente pode fazer...

Nenhum comentário: