terça-feira, setembro 23, 2008

Cansei

Eu nao sei o que tem do outro lado
Mas eu cansei dessa vida...

segunda-feira, setembro 22, 2008

Educação, companheirismo e cortesia.

Hoje eu tive um papo com um radioamador que nao vou citar o nome, e o papo se enquadrou direitinho no que acabou de acontecer.

Pessoal, quando voces falarem que estao - em grupo - indo para a casa de um radioamador NO RADIO, entendam: Todo mundo está escutando. E se todo mundo escuta, é EXTREMAMENTE MAL-EDUCADO, DESCORTES e EGOISTA nao chamar aqueles que estao escutando. Obvio que é direito de cada pessoa permitir que apenas determinadas pessoas entrem na sua casa, mas entao nao comunique o fato pelo radio. Pega mal para caramba. Quando eu faço algum evento na minha casa, e nao quero que qualquer pessoa venha, eu uso o celular. Ninguem aqui é miseravelmente pobre pra nao poder fazer uma ligação, ainda que a cobrar. Nao precisa usar o radio.

Agora, quando algumas pessoas vao a casa de outra pessoa (seja la pra fazer o que), e a gente entra no radio brincando, do tipo "boca livre? quero tambem!" e voce fica no vacuo, sem resposta, sem nem um "Boa Noite", É O TOPO DA FALTA DE EDUCACAO, CORTESIA E COLEGUISMO. Falo mais: é FALTA DE RESPEITO com aquilo que voces chamam de "amizade". É a demonstração CLARA que voce é uma pessoa INDESEJADA e INCONVENIENTE.

Estava Dilmar, Henrique e Rogerio indo pra casa do Ziviane hoje a noite, e eu brinquei "opa, boca livre, comida! quero tambem!" e nao recebi sequer um boa noite, como se eu nao estivesse chegando lá com meu radio. Com uma GP-98, 50 watts de potencia e o Henrique chegando a 9+60 de HT, é **impossivel** que nao estivesse me escutando. Ou seja, deliberadamente me deixaram de fora.

Isso pra mim foi o cumulo. Posso ser o que for, mas MAL-EDUCADO eu nao sou.

sábado, setembro 20, 2008

Distancia da realidade.

Quanto mais eu me fecho nesse mundinho que eu chamo de "laboratorio", menos aconchegante fica a minha casa e menos ideia eu tenho do que seria uma casa aconchegante.

Será que eu estou me perdendo dentro do meu proprio mundo??? Como me salvar???

Mal humor no multimarket

Hoje é sexta, entrou uma merrequinha, la fui eu fazer compras no multi market, que é onde minha esposa sempre compra.

Um detalhe é que eu ODEIO supermercado. De verdade. Só vou pra comprar o absolutamente necessario. Adoro quando a Wandinha pega a bizizí e vai ao mercado sozinha, só de pensar de deixar o casulo pra entrar naquele lugar...eca. Mas tudo bem, vamos la

Ja ao entrar, percebi que tava tocando no PA o "proibidao XIXI by Furacao Tisunamiu DoiMiu" ou coisa parecida, aqueles raps escrotos do nivel zero. Nada contra quem gosta desse lixo. Eu nao gosto. E quando eu entro num supermercado, nao é bem a musica que eu espero tocar. Depois eu vi que os funcionarios esperam ouvir justamente estas musicas. Fazer o que. Ok, la fui eu fazer compras.

Como tinha um tempo que eu nao comprava carne de boi aqui pra casa, Wandinha pegou um pedaço (bem gordinho he he he) de capa de filet, e ela pediu que eu comprasse algo "rapido" pra fazer em casa. Ja que eu tava verde de fome, fui comprar meio quilo de picanha pra fritar rapidinho e comer com arroz. Prato perfeito pra uma noite de sexta.

Vou ao açougue (dentro do multimarket) e educadamente peço picanha. O cara me traz uma peça magrinha...mas dava pra encarar. Como eram só 3 ou 4 bifes, peço meio quilo. O cara me faz uma cara feia e diz "só vendemos peça inteira" e vira as costas pra levar de volta a peça pro refrigerador. Eu agradeço, viro as costas e vou DIRETO ao gerente.

Nao apenas reclamo da carne, como reclamo da musica. A carne o gerente resolveu em "segundo", porque em "primeiro" ele pegou o telefone, ligou pra recepcao da loja, e disse em tom rispido "Tira essa musica AGORA!". A menina parece que argumentou com ele, e ele foi mais rispido ainda "TIRA AGORA!". E acabou a maldição do funk.

Retornando ao açougue, fui atendido por outro açougueiro, com toda a educação. E o gerente ainda agradeceu: "Pelo menos o senhor veio aqui reclamar, pior é quando acontece uma falha lamentavel na conduta da nossa equipe e o cliente sai praguejando. Quando o cliente reclama, a gente resolve, mas quando nao reclama? Como saber?". Certissimo o gerente.

No momento do nervosismo, nao anotei o nome dele. Mas está de parabens o gerente do multi Market de novo mexico, vila velha. Tomara que o chefe dele, ou o dono da rede, leiam esse blog.

quarta-feira, setembro 03, 2008

Mais um enigma - O porque do pagode

Ouvindo Beto Guedes essa tarde, fica claro o porque de eu odiar tanto pagode.

Beto Guedes canta o amor. Canta a beleza, a paisagem bonita da floresta, a harmonia e a paz.

Pagodeiros cantam que ele ia ser corno, que ele foi corno, que ele vai ser corno ou que ele gostaria de ser corno, mas a muié nao deu bola pra ele.

Há uma grande diferença...

terça-feira, setembro 02, 2008

Descobri mais um dos grandes enigmas da humanidade!!!

Hoje descobri! Finalmente descobri! Mais um da serie "os grandes enigmas da humanidade"

Tem reparado que as pessoas estao cada vez mais se tatuando?

Pois é...Ha tempos eu tenho dito que estamos voltando cada vez mais as nossas raizes primais. A intolerancia, a violencia, ta um verdadeiro 'pega-pra-capar'. As pessoas estao voltando ao primatismo! As mulheres querem homens fortes, violentos, "machos" no sentido primal. Daí o absurdo amor das patricinhas pelos marginais, os casamentos-porrada que nao sao desfeitos e o absurdo aumento no numero de tatuagens por todos.

Estamos voltando a era da pedra lascada. E eu odeio tatuagem.

PoSSilga, PoÇilga e PoSCilga politica

Gente, assistir o programa eleitoreiro da tarde é realmente um exercicio mental, pra nao dizer uma risada geral

É cada figura...gente completamente desprovida de razao, senso, pensamentos construtivos, enxerga apenas o seu umbigo...A democracia nos reserva realmente surpresas incriveis!

Em quem votar?

Todos parecem nao prestar...