quarta-feira, dezembro 28, 2011

Cade? Cade?

“…Chora a nossa pátria mãe gentil,
Choram Marias e Clarisses no solo do Brasil.
Mas sei que uma dor assim pungente
Não há de ser inutilmente, a esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se machucar
Asas, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
Tem que continuar…”

(O Bêbado e o Equilibrista – João Bosco / Aldyr Blanc)
 Onde a poesia e a beleza foram parar, que nao se fazem mais presentes na MPB de hoje em dia?

Nenhum comentário: