quinta-feira, junho 18, 2015

Qual a tarefa de um museu de informatica?

Ola pessoal!

Bem, como alguns de voces devem saber, eu tenho "alguns" computadores antigos. Sendo "alguns", uma "quantidade razoavel". Voces entendem, né? :o)

Eu nao sou um museu de informatica. Nem pretendo ser. Serio. Eu tenho um monte de computadores antigos PRA MIM. Tenho porque gosto, e porque sinto uma grande necessidade de preservar o legado da informatica brasileira. Pra um pais que tem vergonha ate das suas origens e da sua propria lingua, lembrar de um passado glorioso - e ao mesmo tempo, vergonhoso - é praticamente impossivel.

Entao, haja visto que tenho espaço e conhecimento, eu faço o possivel pra preservar o que os outros nao querem mais. Tenho um acervo que considero razoavel de maquinas, acessorios e software pra tudo que foi lançado no Brasil. Ate o I-7000 "patinho feio" que ninguem tem.

Ai nós chegamos ao porque disso tudo: Colaboração entre "colecionadores" e "museus".

Eu nao me considero "colecionador". Eu me considero uma pessoa que ajuda a manter um determinado legado. Eu tenho varias maquinas, documentei-as na medida do possivel (e se voce reclama que ainda nao está online, é porque - como sabem - eu nao vivo disso. Preciso de tempo livre pra por isso online e meu trabalho toma bastante do meu tempo acordado). E nao apenas a documentação como o "serviço" de midia e preservação estao disponiveis - de acordo com meu tempo.

O que eu quero nesse post, é chamar a atencao (e de forma alguma jogar verde) pra todos voces, museus, colecionadores, possuidores de equipamentos antigos:

O quanto voces colaboram entre si? 

Muitas vezes um colecionador precisa de um disco de boot (eu procuro o do I7000 ha tempos) ou alguma informacao especifica sobre um determinado computador. O quanto voces colaboram pra isso? 

Em um mundo "ideal", museus e colecionadores andariam junto. Nao é o que eu vejo no Brasil. Que tal darmos as maos e colaborarmos mais entre si? Os museus de informatica do pais (e os futuros curadores, diga-se de passagem) precisam de maior integracao, sem estrelismo, sem "eu estou aqui no topo, e voces ai embaixo". Nós colecionadores precisamos de ajuda para mantermos nossos sistemas operacionais. E os museus TAMBEM precisam dos colecionadores, porque muitas vezes os proprios museus tem equipamentos incompletos, e/ou nao sabem como por um equipamento funcionando. 

Da mesma forma, MOSTREM A CARA!!! Passou da hora dos museus se interarem e aparecerem mais nos encontros de colecionadores e afficionados. Há uma agenda de encontros (no Facebook, e em breve no meu site, quando possivel) onde sao divulgados eventos de ambito estadual e nacional. Por que os curadores e/ou pessoas ligadas aos museus nao aparecem nesses encontros? É sempre oportunidade de adquirir novas peças, gerar falatorio, conhecer novas pessoas. 

Como eu disse uma vez ao curador de um museu nacional: "A sociedade retrocomputacional brasileira conhece mais os itens da minha coleção, que da sua"

Vamos dar as maos? 

Aproveitando: 
Aceito doacoes de qualquer coisa relacionada a computadores antigos, ao inves de jogar fora ou direcionar pra um "buraco negro" que só absorve, mas nunca mostra, lembrem-se do Tabajara e sua "colecao". Certamente terá um bom destino, ajudará a preservar a historia da informatica e será devidamente cuidado e catalogado. Se forem disquetes/documentacao impressa, melhor ainda! O que nao existe digitalizado, o será. E disponibilizado pra todos. Qualquer duvida entrem em contato pelo alexandre@tabalabs.com.br :o)

2 comentários:

Rodrigo Mendes Guedes disse...

Nosso pais precisa de mais pessoas como vc... Vai tabajara...

Rodrigo Mendes Guedes disse...

Vamos salvar o legado da informatica do
nosso brasil