segunda-feira, outubro 16, 2017

Hackeando o Atari Flashback 7 (parte 1)

UPDATE:
BORA PESSOAL!!! COMPARTILHA AI NAS MIDIAS SOCIAIS E NOS GRUPOS!!!
Se a gente bater 1000 visitas hoje, amanha tem post ESPECIAL sobre o Mega Drive 4, cheio de coisas boas pra voces :oD  Muito obrigado a todos que ajudam o blog, seja curtindo/compartilhando, enviando equipamento pra gente ou mandando uma merreca pelo paypal
(continuando...)

Ola pessoal!

Hoje temos mais um episodio da serie "Hackeando o..."

Mas antes: NAO SE ESQUECAM DE CLICAR NOS ANUNCIANTES!!! :D É assim que o Taba ganha uma merrequinha, e impulsiona as novidades do blog. Ajude-nos! :D 

Nossa vitima de hoje é o Atari Flashback 7 :o)


Essa coisa fofa ai foi enviada pelo nosso amigo Jeferson para que eu pudesse extrair a ROM dele e tentar colocar mais jogos, alem de extrair o Yar's revenge II. Pareceu um excelente desafio e resolvi encarar a diversao :o)

Interessante que - aparentemente - ate agora ninguem "abriu" o bicho. E há uma serie de videogames que usam o mesmo microprocessador (chamado TITAN, que é um ARM) deste brinquedo

# atgames
[sms/gg systems]    Noza   
[genesis/mega drive systems (since 2008?)] RedKid/RedKid 2
atari flashback 3    Titan  
atari flashback 4    Titan  
atari flashback 64    Titan  
intellivision flashback    Titan  
atari flashback 5    Titan  
colecovision flashback    Titan  
atari flashback 6    Titan  
atari flashback 7    Titan  
atari flashback portable   Monkey King 2

Ou seja, temos bastante diversao pela frente :o)


Tem ate o logo da atari...é uma miniatura de um atari "de verdade". Detalhe pra etiquetinha da trecotoy :D


Ue...so isso?! :oD Poise...temos uma fonte chaveada bem simples de 9 volts (que vejam so que curioso, nunca desliga!!! A chave do painel chaveia a SAIDA da fonte para a placa logica), uma placa pros botoes e uma placa com "o resto".


Essa e a nossa plaquinha. A gota preta no meio é o processador (em "die", ou seja, é só a pastilha de silicio - sem encapsulamento - grudada na placa de circuito impresso. Barateia pra caramba a montagem). Ao lado uma memoria RAM da ESMT M12L16161 e finalmente uma memoria FLASH KH29LV640 de 16 megabits (2 megabytes). Interessante o U6 ali embaixo, que parece ser OU um amp op ligado ao U5 que é um sensor de infravermelho, ou um microprocessador para decodificar os comandos e mandar pro Titan. Ainda nao deu pra descobrir


E a memoria tem no Beeprog. Gostei! :oD


U1 e U7 sao dois reguladores de tensao. U1 é um AM1117 3.3 e U7 é um AM117 1.8. Ou seja, entra 5V na placa e regula pra 3.3 volts e 1.8 volts - normal hoje em dia no mundo dos ARMs e FPGAs. No conector de 3 pinos a direita, onde saem os fios amarelo, branco e preto, voce tem os pinos de video, audio e GND.


Observem os 3 furos vazios na parte de cima, no meio da placa. Ali vai um receptor infravermelho para a versao do Flashback que tem controles sem fio...


Na parte de baixo da placa, nada de interessante. Apenas aquele lugar pra um R10 vazio la no meio. Pra que será??? Quando tem um resistor vazio assim, pode ser selecao de modo :o)


Beleza, tirei a FLASH fora e usei o adaptador TSOP48 para ler a memoria


Ela encaixa assim no adaptador.

Ainda nao consegui uma leitura ESTAVEL dessa memoria. Pode ser defeito da memoria, pdoe ser defeito no meu gravador (o que eu duvido). Ainda estou analisando o problema. Mas mesmo com erro, o arquivo que li tem alguns pontos interessantissimos.


O autotest do hardware, aquele que voce executa ao ligar o Atari


List directory!? File contents??? Interessante que tem isso exatamente igual na rom do mega drive 4! :D Isso significa que o sistema operacional de ambos PARECE ser compartilhado.


Essa tela indica que há uma funcao de download pelo PC. Mas como? Por aonde? De que forma?!


Command shell??? Entao podemos executar comandos no atari? :D

Ainda temos muitos misterios a desvendar...
Quer ajudar???

Preciso de MAIS UM atari flashback em perfeito estado. Nao precisa dos controles. Quem pode emprestar/doar um para a causa?


Isso nao acaba aqui nao...Por motivos obvios nao posso dedicar muito tempo a essa tarefa. mas continuo pesquisando. Novidades em breve! :oD

sábado, outubro 07, 2017

Pra que tanta arrogancia? (O C67 da fonte do Super Nintendo)

Eu pergunto de outra forma: O que é arrogancia?

Hoje de manha, estava em um determinado grupo de manutencao de videogames e mods, onde um administrador veio com um questionamento. "qual sua opiniao da função do C67 no super nintendo"

Opiniao? O_O


O circuito tai. C67 é um capacitor de 1000µF x 16V (2200µF em algumas versoes do videogame) que está la pra tirar o ripple da fonte. Esse capacitor é completamente desnecessarios SE VOCE USAR A FONTE ORIGINAL, porque na fonte original tem um capacitor igual dentro da fonte. Se voce usa fonte tabajara...bem, boa sorte.

A questao é que eu respondi na minha forma habitual - seca, mas sem ser mal-educado - e um monte de leite-com-pera do grupo veio me questionar sobre minha arrogancia e opinar sobre meu conhecimento, ou a falta dele.

Ah, vao pastar!

Um monte de moleque que nao sabe pra que serve um capacitor numa fonte vem questionar meu conhecimento? TODOS podem questionar meu conhecimento desde que venham - que surpresa - com conhecimento ou com humildade. Nao existe OPINIAO em exatas. Nao existe "qual sua opiniao" em um circuito simples como esse. Eu convidei a pessoa que fez esse questionamento - que diz ser tecnico de videogames e tem um negocio de reparo de videogames antigos - a crescer, a se empoderar, a entender como a coisa funciona. E fui recebido com 4 pedras na mao.

Sai do grupo, nao tenho paciencia pra millenial chato. Gasto meu tempo aqui divulgando conhecimento DE VERDADE pra quem quer aprender. Trabalho com conhecimento e nao com opinioes. Quem quiser discutir eletronica comigo, que venha ensinar, ou que venha aprender. Mas venha com a abordagem seria de uma pessoa que quer construir um castelo de pedras, e nao com tijolos de areia molhada. Estou aqui pra aprender e pra ensinar, mas quero aprender o correto e ensinar o preciso. Opinioes eu deixo pra galera de humanas.

A proposito, eu consertava videogames antes do dito moleque nascer. Mal ae. Sou velho.

quarta-feira, outubro 04, 2017

(instalando e) corrigindo os problemas do audio interno do TK85 da Microdigital

Nao, voce nao leu errado. Audio interno no TK85 da microdigital. 

Voce nunca achou estranho esse "Som" na traseira do TK85?


Isso ai foi meio que um "vacilo" da microdigital. Na epoca do projeto do TK85 ja existia uma interface "padrao" de som usando o AY-3-8910 ou o seu irmao "menor", AY-3-8912. Sao basicamente a mesma coisa, com a diferença de uma porta de I/O de 8 bits que nao e implementada no 8912. A microdigital acreditava tanto na opcao do som, que deixou dentro do TK o espaço vazio para instalar os chips!



E o chip tambem esta presente no esquema distribuido as autorizadas...




Porem, como (quase) tudo que a microdigital fez, tinha rebarbas...O circuito nao era perfeito, a amplificação da saida simplesmente nao funcionava, o chip nao era resetado junto do Z80...um caos.

No encontro nacional do Clube do TK que aconteceu Sabado em Santo Andre - SP, me questionaram sobre os problemas do audio do TK85, e se um dia haveria solução. Como o TK foi meu primeiro micro, e eu tenho um carinho todo especial por ele, peguei o boi pelo chifre e la fui eu, ao chegar em casa, caçar uma solução.

Eu não vou cobrir a instalacao do chip de audio aqui. Pra isso ja tem tudo mastigado no site do Kelly Murta, esse aqui: http://zx81.eu5.org/tkay.htm - La ja esta tudo mastigadinho, embora o amplificador de audio não funcione como deveria. Se você ja instalou seu chip de audio, e esta tocando "alguma coisa", vamos as correções aqui.

O que vamos fazer é remover algumas peças e instalar outras. Vamos cortar algumas trilhas tambem. Cuidado para nao fazer besteira, se voce nao sabe fazer, nao faça. Lembrando que, ao clicar nas imagens, elas aparecem ampliadas.

 (parenteses: Esse TK ja está com a placa TK85AV Treloaded pra saida de video composto, gerador interno de som AY, ram para redefinição de caracteres (pseudo-alta definicao) e 48K de RAM)

Vamos seguir este esquema para essas modificações:


Por uma questao de praticidade, eu soldei todos os componentes na placa do meu TK (com exceção do primeiro capacitor de 100nF e do resistor de 10K) em SMD, porque da pra esconder tudo por baixo da placa do TK, fica miudinho e muito fofo :o) Adquira os componentes no comercio local, de acordo com essa lista:

  • 3 capacitores de 100nF (1 deles obrigatoriamente PTH)
  • 1 resistor de 10K (obrigatoriamente PTH)
  • 1 resistor de 1K
  • 1 resistor de 100R
  • 1 resistor de 10R
  • 1 capacitor de 220uF x 25 ou mais volts (esse é obrigatoriamente PTH e nao SMD)
  • 1 capacitor de 47uF x 25 ou mais volts
  • 1 soquete de 8 pinos
  • 1 integrado LM386
Com tudo a mao, vamos ao trabalho :oD

Antes de tudo: Se o seu computador ja tem 48K, dessolde ou corte fora o 555 abaixo da posição do LM386. Isso diminui um bocado o ruido na saida de audio.

Primeiro passo, limpe esta area da placa de circuito impresso
Deixe os furos de C24 e os dois resistores ao lado, limpos. É so fazer igual a foto. Nao tem erro.

Agora, solde um jumper na posicao da foto:

Monte um conjunto de capacitor de 100nF + resistor de 10K conforme a foto. Basta soldar um junto do outro

Agora insira esse conjunto no lugar de R24

Desse lado nao vamos mais mexer. Agora vamos pro lado onde tem o LM386. Observe que nessa foto vemos a placa por baixo, e ja com o 555 removido

Vamos cortar a trilha que vai ligada ao pino 2. Lembre-se que estamos vendo o integrado de cabeça pra baixo. Basta seguir a imagem

Agora vamos montar do pino 3 pro pino 4, um resistor de 1K e um capacitor de 100nF. Claro, voce pode usar componentes comuns ao inves de componentes SMD. Mas com componentes SMD fica muito menor, facil de esconder por baixo da placa.

Calma que está "quase" no fim :) Agora vamos soldar o capacitor de 10uF no pino 7, e puxar um pedacinho de fio ate o pino 2

(essa é um pouquinho mais enrolada, mas é só ter calma :oD ) Vamos tambem abrir a conexao entre a trilha e o pino 6. Observe que eu raspei um pouco do verniz da trilha e pus uma gotinha de solda, para poder soldar o proximo componente.

E no lugar da conexao, vamos soldar o resistor de 100R

Agora, vamos soldar o capacitor de 47uF. Ja que ele é um pouco grande, eu soldei o lado negativo em um ponto mais facil acima, e puxei um fio ate o pino 7 do integrado

Continuando, soldaremos um fio da ilha atras do conector de saida de audio, ate o pino de cima. Esse fio ja deveria estar ai, mas se nao tiver...

Vamos soldar tambem o capacitor de 220uF PTH no seu lugar respectivo na placa (C16). Notem que o negativo (a faixa branca) fica pro lado direito.

Aqui ficava o 555 que foi retirado. Lembre-se: So o retire se o seu micro tem 48K. Esse 555 é parte da fonte chaveada que gera as tensoes necessarias para as memorias 4116 (16K) e que nao sao necessarias pras memorias 4164 (64K, mas o TK so aproveita 48K)

Pronto, seu som ja funciona direito! Mas antes vamos corrigir um errinho que passou pelo crivo da microdigital: Vamos ligar a linha de reset do processador de som. Esta modificacao corrige o problema da "nota presa" quando voce reseta o TK tocando alguma musica.

Primeiro, corte a ligacao entre essas duas ilhas

Agora ligue o pino 16 do processador de som, ao pino 26 do Z80 (que é o /RESET)

Prontinho! Seu TK está pronto para ser usado com audio! :oD

Tem video? TEM VIDEO! :oD

O programa que esta rodando é o AYDEMO.P (use o google, é facil de achar)

Agradecimentos ao Kelly Murta, que tem um site abarrotado de informações e que sempre é muito util a comunidade do TK

Conheça tambem a comunidade "Clube do TK" no facebook:
https://www.facebook.com/groups/clubedotk

Eu presto serviços de reparo, modificacao e upgrade de micros antigos. Contacte-me pelo meu e-mail

Como sempre, por favor, nao deixem de clicar nos anunciantes e conhecer seus produtos. Cada clique que voces dao nos anunciantes da pagina, eu ganho uma merrequinha, que ajuda a sustentar o Tabajara Labs. 

Lembre tambem de clicar la em cima no "o pior do meu mau humor" e conhecer os outros posts do blog. Tem muito mais coisa interesssante e, misteriosamente, ninguem da a minima pra isso. Só vem NESSE post que eu marco e nao le mais nada

Grande abraço, pessoal! :o)

quinta-feira, setembro 28, 2017

O Clone da SFG-05 da Russian Bear Service Crew

COISA LINDA DO GRANDE E SAGRADO MONSTRO DO MACARRAO VOADOR (com molho de gorgonzola)!!!!!!!!!!!!


Coisa linda, maravilhosa, desejada, vitaminada :oD E como eu queria uma SFG-05...So falta o YM2151, que um amigo ficou de mandar de presente pra ca :oD

Pra encurtar uma longa historia:

Um cara (Ola Alexey!) queria fazer um clone da SFG-05, a placa de som FM da Yamaha que vai nos micros da linha CX. Entao primeiro, ele clonou o YM2148 que é o chipao "dedicado" da Yamaha que adiciona porta MIDI e de teclado (dedicado) no MSX


So que ai, o Alexey percebeu que dava pra enfiar a placa praticamente INTEIRA dentro desse CPLD ai....

O resultado foi a SFG-05 clonada por ele :o)


Obvio, a coisa nao parou por ai :o)

Ja que ele estava la, de bobeira, sem motivo pra cantar uma bela canção...Aproveitou e fez a placa em formato "cartucho" para qualquer MSX :oD


E aqui a versao final com a "breakout board" com os conectores


Onde encontrar?
Aqui no site do RBSC
https://github.com/RBSC

Nao, a minha nao está a venda. Nem posso produzir (depende de autorizacao do Alexey). Quem quiser, os gerbers tao la, é só mandar fazer as placas na china e montar. Se precisarem do conector de 60 pinos, eu tenho 19 pra vender :o)

Assim que chegar o chip que falta, eu faço uns testes com ela e outro post :o)

Pessoal, só uma coisa:
Meu blog nao é SO esse post. Da uma explorada, clica la em cima no "o pior do meu mau humor" e veja os outros posts, cliquem nos anunciantes, compartilhem o post nas redes sociais, vamos fazer esse blog ficar famoso? :oD

Grande abraço!

domingo, setembro 24, 2017

Transformando o YIS503/II em CX7M/128 (parte 4, e ainda nao é o fim!)

No ultimo capitulo da nossa saga, fizemos a expansao do micro para MSX2, modificando a plaquinha (trampolim, hehehe) de VRAM e de RAM. Agora vamos mostrar rapidinho a expansao interna de RAM, que será a definitiva


Obra minha e do Luciano Sturaro (www.msxpro.com)

Ja ta montada e testada. Mas como hoje estou com pressa, fica so a foto da placa. Em breve, mais novidades ;)

terça-feira, setembro 19, 2017

Restaurando o Korg Trinity Pro X (e essa é a parte 1!)

Eu sou um cara de sorte :o)

Nao sou um cara rico. Mas tenho bons amigos, as vezes me vendem por mixaria ou ate me dao de presente coisas muito legais, que normalmente eu nao poderia comprar, ou nao seria justo alocar (tanto) dinheiro pra essas coisas.

Entao, um grande amigo fez um "niguçim" comigo. Um teclado que eu tinha, por um "monstro".

Alias, voce conhece a definição de monstro? Permita-me atualiza-la...


Nao. Acho que voce nao entendeu. Deixa eu colocar essa foto minha aqui, em pé ao lado do teclado, pra ver se voce entende melhor...

Ola mamae! :oD

Esse MONSTRO tem 1.50 de largura. Eu tenho 1.80. Por ai voces veem o quanto o bicho é ENORME. Pesa 31 quilos (!!!!!!!) e deve ter uns 40 cm de comprimento.

Um monstro, em todos os detalhes.

O Trinity Pro X é a versão "do chefe" da linha Trinity da Korg. É um teclado cheio de recursos, com sons incriveis, sequenciador, telao de toque, cheio dos gueri-gueri. Realmente, é um sonho. Eu NUNCA compraria um teclado desses pra reparar. Principalmente depois da furada e do vexame do Triton TR 76 (e seu famoso defeito do "ligado em 220"). Massssssssssssss...

Um dia o Gargamel me manda uma mensagem dizendo "Vou vender meu Triton Pro X". Eu fiz uma oferta pra ele de um teclado que eu tinha aqui, que tem mais ou menos o mesmo valor. "Voce vende o meu teclado que ta novinho, e eu fico com o Triton mortinho". Deu negocio, e veio pra ca o bichao.

Mas por que mortinho?

A historia é longa, e involve acidentes intimos de percurso (dele, nao comigo). Mas basta dizer que esse teclado ja rodou a america latina em shows, foi pisoteado, tacado no chao, usado de cama (cabem dois casais dentro, com folga), jogado pra la e pra ca e muito, mas MUITO usado. Como todo teclado MUITO usado, tinha uma longa lista de "pequenos defeitos", alem do LCD quebrado por um pequeno "acidente domestico de percurso". Whatever, o teclado "funcionava". Sort of.

Como eu gosto de um bom desafio, e eu nunca que ia ter um Trinity de outra forma (principalmente um Pro X, que e a versao "topo" com teclado de piano, etc) entao vamos a luta :o)

Um dia, chega o monstro aqui em casa.


(O bag ao lado? É meu DX-7...Mal ae.)

Entao ele chegou assim, sem cuidado, sem carinho, e um desenho muito fofo no lugar do LCD. O que "sobrou" do LCD exemplifica o "acidente domestico" ao qual ele foi submetido...



Nao adiantava nada mexer no teclado ate conseguir um LCD. E de preferencia, outra moldura plastica do LCD. Ai, tinha alguem no ML vendendo peças de Trinity, e me vendeu a moldura plastica por, pasmem...20 cruzero... :o) A historia e a mesma - Quebra o LCD do Trinity, voce joga o teclado fora. O teclado de 5 oitavas vale uns 2000 a 2500 reais. E os insanos aqui no BR vendem o display a miseros 1000 reais. Quando nao mais caro. Ai o cara desmonta o Trinity e vende as pecas.

So que eu vi a foto do LCD. E nao vi nenhum quebrado no LCD...



Ai eu perguntei..."Moço, meu teclado ta com um buraco no lugar. Me dá seu LCD bichado?"

O resto da historia voces ja conhecem, né? :o) Paguei 20 reais pela moldura do LCD, e ganhei um LCD...funcionando :oD

Claro, o digitalizador ta quebrado. Mas é melhor comprar um digitalizador de 18 dolares, que um LCD de 78 dolares.


O Trinity é um teclado complicado nesse ponto do LCD. Sem o LCD/Digitalizador, voce NAO USA o teclado. Dá pra no maximo trocar de timbre, sem saber o que ta fazendo. Entao, sem digitalizador, esquece. Sem LCD tambem. Agora pelo menos eu vejo o que ta acontecendo :o)

SCORE!!!!!!!!!!!!!!!

Bem, pra chegar nisso, foi um longo caminho. Como eu gosto de contar minhas aventuras, entao vou contar pra voces como foi o reparo do Trinity.

A lista de defeitos, era mais ou menos essa:
  • Faltam 80% dos parafusos do teclado. Dentro e fora. 
  • No "conjunto" do pitch bender, floppy, etc...O conector do headphone tava meio solto, faltava o drive de disquete (coloquei um emulador de drive de 1.44 no lugar), o conector do ribbon estava solto. 
  • No "conjunto" da placa de saida de audio, as soldas dos conectores de saida estavam um absurdo, faltavam parafusos fundamentais, havia um jumper-gambiarra na placa bypassando o canal direito do potenciometro de volume (que esta com defeito)
  • No "conjunto" das teclas da esquerda, onde fica o controle de volume, o potenciometro de volume tem um dos "wipers" completamente oxidado. Alem de alguns botoes tacteis estarem falhando
  • O LCD, obvio, nao tinha :oD 
  • Hora de trocar a bateria...
  • A madeira do fundo é - pasmem - MDF! O_O E um lugar está um pouco inchado
  • Um ferro que tem na frente do teclado está pra la de oxidado
Só isso :o)

Comecei pela aparencia externa. Primeiro tinha que tirar o desenho (o qual eu guardei, pq achei super bonitinho) e limpei a parte superior da carcaça do teclado. Infelizmente é aluminio anodizado, as "pancadinhas" e arranhoes nao tem muito como resolver. Vai ficar assim pra sempre, ou ate aparecer um Pro X que va pro lixo. O que eu duvido.


O motivo de eu colocar essas fotos aqui, é que tem muita gente que - pasme - nao sabe tirar grude com removedor. Removedor (que voce compra em supermercados) nao afeta a maioria dos plasticos. E muito menos aluminio. Entao primeiro eu raspei COM UMA REGUA PLASTICA os residuos de plastico/papel colados no teclado

(o porque da regua plastica? Simples: Um material so pode ser riscado/quebrado por algo mais "duro" que ele mesmo. Se voce tem uma placa de aluminio, voce nao pode usar uma faquinha ou outro pedaco de aluminio pra raspar. Mas pode usar uma regua de plastico, que é mais duro que o papel/cola e mais mole que o aluminio. Essa regra vale pra tudo na vida. Serio.)


Agora que ficou so a cola, usei um pano de chao (aspero...a aspereza do pano ajuda) e doses generosas de removedor. 


Viu, limpou tudo. O risquinho embaixo, no meio, é um amassado. Algo bateu de ponta ali.

Com tudo limpo, esperei chegar o LCD e comecei os testes. Soldei um fio que estava arrebentado no cabeamento interno do Trinity, e conectei o LCD no lugar. Claro que nao ligou de primeira.

O conector do flat cable do LCD, com a pancada que levou, dobrou 90 graus em direcao a placa. Levou um tempo observando esse conector (e umas 7 ou 8 subidas e descidas ao laboratorio) pra colocar o conector no lugar, desamassar os pinos, descobrir que ele estava dando mau contato, arrumar um pedaço de plastico pra calçar o flat cable, ver que nao estava ligando o backlight, descobrir que tinha um fusivel na placa do inverter, arrumar um pedaço de fio...eh...fusivel pra colocar no lugar e, finalmente, o teclado me saudar com sua linda apresentacao.


Com o display ligado, deu outro animo pro reparo do Trinity. Eu que nao ia fazer nada no dia, acabei perdendo o dia inteiro consertando o resto das gambiarras.

Ai, passei pro modulo do pitch bender/etc. Esse eu nao tirei fotos porque o reparo foi realmente coisa boba. Praticamente conectar um flat cable no lugar, parafusar o drive, parafusar a placa do conector do headphone que estava presa só pela porca do jack (aproveitei pra refazer as soldas, coisa que voce faz obrigatoriamente em TODO CONECTOR de QUALQUER APARELHO DE SOM, principalmente teclados). Instalei no lugar, liguei, tudo funcionando

(update 19/set) Dica IMPORTANTISSIMA: O Trinity usa o sinal de disk change ( /DCHG) para - duh - indicar que houve troca do disco, no pino 34 da interface de drive. Entao, para o seu Trinity funcionar direitinho com o emulador de drive, voce tem que usar um drive ou emulador de 1.44MB, com o sinal de Disk Change no pino 34, ativo em nivel BAIXO. O pino 4 da interface de drive nao é conectado. 

Entao passei pra placa de audio. A diversao começou ai :oD


Essas eram as soldas dos conectores de saida de audio. Pera, eu amplio pra voces


Gostoso, ne? Se voces observarem direitinho, nao apenas as soldas estao PODRES, como tambem faltam TODOS os parafusos que prendem a estrutura metalica que da rigidez a placa, parafusada no painel traseiro.

Vou dar um tom mais suave a esse assunto


ISSO é serviço DECENTE. Soldas bem feitas, todos os parafusos colocados no lugar. Placa limpa, serviço LIMPO. Aprendam, tenicos de meleca! O_O


Essa é a placa toda. Mas ainda tinha mais gambiarra, perai...Tao vendo aquela linha azul, ali no canto inferior direito?


Antes tinha isso ai no lugar. É um bypass do potenciometro de volume (só no canal direito) pq o pot ta bichado TAMBEM. Arranquei fora. Proxima gambi...


Isso é o potenciometro de volume por dentro. Eu esqueci de tirar foto da sapatinha que pega na trilha de carbono. Ela estava VERDE de oxidacao. Por isso que o canal direito nao funcionava, e a placa anterior estava com essa gambiarra


Esses botoes ai tambem nao estao muito melhores nao. Sao baratinhos, faceis de trocar. Por via das duvidas, vou trocar todos eles. Assim fica "padrao", como diz o ADG. 


Pra quem quiser trocar os seus, chave tactil com eixo de 6mm. Todos os botoes sao iguais. Aproveite e troque os leds vermelhos pela cor que mais lhe agrada, assim voce personaliza o seu teclado, he he he :o)

Bem, tudo funcionando. Por enquanto, é só. Agora eu preciso:
  • Encontrar um potenciometro de volume NOVO para trocar (se achar o outro que é o de "valor" eu aproveito e troco tambem
  • Comprar o digitalizador do display, custa em torno de 20 dolares no AliExpress
  • Comprar todas as chaves tacteis (umas 40). Custa mixaria, vale a pena trocar logo tudo
  • Ja que eu estou trocando as chaves e os potenciometros, é de bom alvitre trocar tambem o encoder rotativo. Afinal, esse teclado tem uns 15-20 anos, e o encoder ja ta dando seus soluços
  • A pilhazinha de memoria interna vai ser substituida por um soquete e uma CR2032, afinal tambem ja deve estar nas ultimas
  • Conseguir todos os parafusos que estao faltando
  • Pintar a peça frontal de metal que esta oxidada
E com isso, meu tecladao vai pro meu "cantinho da musica", provavelmente ocupar o lugar do meu Alesis QS-7. Pq afinal, com um Trinity, pra que todo o "resto"? :oD

 (sim, o que esta "embaixo" é um Alesis QS-7. Voce nao está vendo errado, nem é um truque de camera. O QS7 - que é bem grande - é um 'pianinho' perto do tamanho colossal do Trinity. Ele é tao grande e pesado, que eu provavelmente vou ser forçado a trocar minha estante Stay Aluminium por algo mais resistente :o\ )

Valeu pessoal! Nao esqueçam de dar aquela clicada nos nossos anunciantes ai ao lado (isso ajuda pacas o blog, vai por mim...) e por favor, COMPARTILHEM essa publicacao no facebook, twitter, orkut, BBS, quadro de mensagens do supermercado, etc...Seu comentario é o meu salario :oD


(em breve: Parte 2)