quarta-feira, julho 18, 2007

Meu Deus, onde vamos parar???

Depois de (mais) uma intoxicacao alimentar, vamos falar de educação.

Esses dias eu dei a grande sorte de conhecer uma mulher fantastica em todos os sentidos. Pedagoga (ces sabem o preconceito que eu tenho contra pedagoga né?), educada, inteligente, articulada, fala um portugues otimo, aceita opinioes e discute assuntos baseados em logica, e nao apenas na emoção. Poderia ter mais umas 200 mil ou 300 mil pedagogas iguais a essa, nao acham? Pois é. Arrumei alguem pra discutir meus pontos de vista acerca da educacao. Pontos quais ela compartilha. To bem na fita! :oD

Mas antes de discutir qualquer coisa, eu gostaria que voces lessem com atenção (e se possivel os comentarios) desse post do cardoso aqui:

http://www.contraditorium.com/2007/07/08/talvez-nao-sejamos-tao-debeis-mentais-assim/

Esse post pra mim é a coisa MAIS PERFEITA DA FACE DA TERRA no que diz respeito a educacao e ao nosso atual estado de emburrecimento coletivo. Eu gostaria de enfatizar a importancia de ler esse post, uma vez que o mesmo é a base de todo esse (longo?) post que voces estao lendo agora.

Leram? Vamos lá:

Eu tenho 33 anos e nao terminei a escola ha tanto tempo assim. Na realidade, me lembro claramente. E a maioria dos meus professores ainda estao vivos. Gente fantastica como a dona Olga, professora de portugues e literatura, que dava toda uma enfase interessante as suas aulas. Saudades tambem do Jose Jorge Nicodemos que, depois de tirar a camisa de "chato", se tornou o professor mais bacana do colegio percepcao (alias, saudades de voce, zezinho!). Eu tive a sorte de ainda estudar em um tempo onde eramos obrigados a LER e a APRENDER. Ao contrario dos dias de hoje...

Mel me dizia anteontem que, a moda agora, é passar uma serie de exercicios aos alunos e depois colocar no quadro as respostas. Nao me lembro das palavras exatas dela, mas é algo do tipo "nao podemos nem dar uma chance a eles de fazer, quanto mais duas ou tres, para que mostremos o caminho e os alunos se virem sozinhos. Simplesmente damos o caminho das pedras e eles nao fixam nada". Ou seja, esse é o atual estado do nosso ensino - Criamos packers, e nao mappers.

O "miguxes" é uma seria ameaça a lingua portuguesa. Esta, enquanto dinamica, tem suas bases que simplesmente estao sendo esquecidas. Tenho que me esforçar no meu dia-a-dia pra observar os erros das pessoas e nao corrigi-las. Escutar "pra mim fazer" e nao falar "mim nao faz porque é indio, idiota!" é uma tortura. O pior: Chega um ponto que voce começa a ficar com duvidas do proprio conhecimento! Afinal, se todos falam errado, será que voce fala certo???

Incrivel como o dinheiro chega na frente. Em nome da 'modernidade' (de cu é rola) e da 'audiencia jovem', um canal de tv paga exibe filmes com a legenda em 'portugues da internet' (que aberração!!!) onde você é vc, tambem é tb, não é naum e por ai vai. Me seja franco: o que isso contribui pro desenvolvimento dos nossos filhos? Porque o que atrapalha, eu ja sei.

Livros? Nem online!!! Pergunte a criança "media" o que ela leu de livros durante o ano passado! As escolas, com seus retogrados modelos pedagogicos, ainda incentiva a leitura de livros casqueticos como "eramos seis" ou coisa parecida. Nao que nao sejam interessantes, mas sao interessantes PARA QUEM GOSTA DE LER! Fica muito dificil obrigar a um semi-analfabeto a ler uma obra literaria interessantissima, mas completamente fora-de-esquadro à sua realidade. Seria muito mais interessante procurar livros de assuntos mais novos e incentivar sua leitura - desde que passados por um crivo que atestasse seu bom portugues. Até nos livros hoje em dia, a parada ta sinistra! Jornal entao nem se fala! No "A Tribuna" capixaba, tem cada erro tao grotesco...

Alias, quer um livro interessantissimo? "O genio do crime". Infelizmente nao me lembro o autor. Mas é pra quem gosta de ler. Eu o li em apenas uma tarde, de tao interessado que fiquei. A proposta de dissolver o gordinho em uma banheira de acido foi o maximo rsrsrsrs

O que eu quero dizer com isso tudo: Há dois tipos de pessoa: As que pensam e as que sao comandadas. Uma sociedade onde todos sao comandados vira uma ditadura nojenta como Cuba. Uma sociedade onde todos pensam, prospera porque todos querem o melhor para o proximo. Uma sociedade onde alguns pensam e a maioria é comandada, é exatamente o que temos hoje em dia - um bando de sub-letrados, residencias pobres, futuro incerto, crescimento pifio para o país. Porque nao podemos crescer, aprender, sermos melhores!? Porque nao temos apoio!!! Até a escola torna-se algo dispensavel, uma vez que os alunos saem dela sem saber ler nem escrever direito, o que dirá fazer contas!!!

Nossa sociedade tornou-se um poço de consumo, onde incentivamos nossos filhos a serem vencedores, mas os parametros sao distorcidos! Um vencedor nao é aquele que paga suas contas em dia, tem uma vida confortavel, uma familia integra e uma cultura solida. Mas aquele que consegue "se dar bem" em cima dos outros, tem uma vida como pode, uma familia em casa e outra(s) na rua, e a cultura da malandragem. Estamos formando pequenos marginais, que se tornarao grandes marginais no futuro, é a cultura do "Salve-se quem puder!"

E o que voce pode fazer? EDUQUE! Ajude, incentive, mude pelo menos uma criança! Uma criança que voce educa, ensina, instrui, coloca no caminho certo, é um vagabundo a menos pra te roubar seu carro zero que voce comprou em 120 prestacoes. É um ladrao a menos pra entrar na sua casa e incomodar sua familia. É uma vida que voce salva. Poderia ser voce. Fui eu.

Pense nisso, todos podem ajudar, faça parte de um movimento popular, junte as crianças da sua vizinhança para conversar, contar historias, explicar coisas do seu conhecimento. Voce pode ajudar a termos uma vida muito melhor em conjunto!

Cidadania? Cidadania nao é jogar futebol, capoeira e fazer artesanato. Cidadania é ter uma profissao digna, é estar antenado com o mundo ao seu redor. Nao basta saber usar o word, excel e o orkut. De que adianta saber usar o word se voce nao sabe ler nem escrever? Chegou a hora de acabar com a demagogia dos governos e pseudo-educadores que dizem que cidadania é aprender a viver em conjunto por meio dos esportes e dos trabalhos manuais. Convivencia é educacao, e isso vem de casa. Se nao vem de casa, que venha da rua. Mas que os jovens sejam adestrados em algo que EFETIVAMENTE lhes traga futuro. Ou acha que vamos exportar ronaldinhos e zicos para todo o mundo na mesma taxa que eles sao criados? Nossas escolas formam pedreiros e serventes, isso nós - infelizmente - ja temos demais. Agora precisamos de engenheiros e tecnicos, o pais só cresce com instrução tecnica e nao com artesanato.

Auto-estima? Voce cria auto-estima quando voce ensina a pessoa fazer alguma coisa que da FUTURO e DINHEIRO para que ela possa MANTER DIGNAMENTE a sua FAMILIA e nao precisar ESMOLAR para poder SOBREVIVER. Pense nisso tambem.

Tenha medo. O futuro é sombrio.

Um comentário:

Alexandre Souza, o Tabajara disse...

Seja um cara legal, doe seu livro pra uma criança que se interesse por leitura, ou pelo menos empreste. A historia é duca! :oD