quarta-feira, fevereiro 25, 2009

quinhentesima postagem / a ficha caiu.

Bem, primeiramente, essa é a quinhentesima postagem. Realmente? Nao me lembro mais como sao os numeros cardinais. Alias, nao me lembro sequer se sao mesmo cardinais como sao chamados. De qualquer forma é o post numero 500 e obrigado a todas as 30 ou 40 pessoas que de vez em quando passam aqui e leem as besteiras que eu escrevo. Pelo menos alguem le o que eu escrevo.

Ok, vamos agora ao "caiu a ficha"

Deu branco...

Bem, eu queria falar que pela primeira vez na vida eu posso acordar despreocupado com o dia de amanha. Nao vou ter ligação da dona da casa, nao tenho que me preocupar com a conta de luz, vai ter comida na mesa e agua no chuveiro. Quente. E eu vou acordar e vou ali na esquina, vou ver a praia. De perto.

Nao ganhei na megasena. Quem me dera.

Apenas mudei meu estilo de vida. Esse ano sao 12 longos anos aqui no espirito santo. Ou será que sao 13? Ja faz tanto tempo, que nem eu me lembro. Diabetico, pobre, gordo e endividado. Anos e anos "correndo atras" pro "cachimbo nao cair". Todos os dias preocupado com o dia de amanha. Com o pavor de ficar doente e no dia seguinte nao poder trabalhar, e nao ter o que comer. Ser despejado com todos os meus badulaques. Ir pra debaixo da ponte. Morrer pobre, doente e sozinho.

Nao mais.

Depois que me casei, minha esposa vivia dizendo pra eu vir morar na casa dela. Sempre repudiei o fato, mas a realidade é que pagar 400 reais por mes de aluguel nao tem graça nenhuma. Em dois anos de aluguel, eu teria comprado outro Escort Formula, igual ao que eu tinha. Ou juntado quase 10 mil reais. Ou feito uma faculdade. Ou qualquer outra coisa que nao pagar a prestacao da casa de outra pessoa. De presente.

Nao me chamem de gigolô. Eu resisti muito vir pra ca e, só vim por condições muito especiais. Condições DELA, nao minhas.

Mas porque eu estou contando algo tao pessoal?

Gente...ta na hora de pisar no freio.

Minha vida sempre foi um movimento frenetico. Na infancia, eu passava os dias lendo, andando, indo a casa de um e de outro. Procurando sucatas, inventando coisas. Na adolescencia, comecei trabalhar muito cedo (pra quem ta curioso, meu primeiro "trabalho" foi aos 12 anos na Logic Software, da (renata? regina?) la no centro da cidade, edificio Masson. Eu traduzi aquele jogo "Jack the Nipper III" do Sinclair Spectrum/TK90X. É, sem multiface. É, eu entendo ingles razoavelmente bem desde aquela epoca). Na idade adulta, eu nunca parei de trabalhar. E por varios motivos, nunca fiquei rico. Nao vou entrar nos detalhes dos meus erros do passado aqui. Paulo Vaz dizia que "voce nao precisa mais errar, o passado é passado" mas nao é tao simples assim. O resumo é que, as vesperas de fazer 35 anos, ca estou eu: Diabetico, pobre, gordo e devendo.

Chega.

Graças ao bom Deus, e a minha esposa, agora moro em um paraiso, e nao preciso pagar por isso. Ainda tem muita coisa pra arrumar, mas a prioridade agora é...ir com calma. Nao virei vagabundo - pelo contrario - mas eu cheguei a conclusao que eu preciso ir um pouco mais devagar. Um dia apos o outro, com uma noite no meio. Chega de ritimos freneticos, chega de pressa, de encheção de saco, clientes na minha porta a noite, aos domingos, ter que atender cada ligação do celular...chega. Agora eu tenho minha casa e nao preciso me preocupar com o dia seguinte.

Voces querem entender porque as pessoas que tem casa propria, casadas e com uma vida tranquila, normalmente tem uma vida com melhor qualidade (e mais dinheiro)?

Simples: porque essa pessoa tem PAZ na cabeça e no coração. Ela vai dormir de cabeça fria. Hoje eu estou aqui preocupado com terminar a arrumação do laboratorio e pequenos reparos que tenho que fazer na casa. Tem uma lista ali no quadro com 30 items pra reparar na casa, hoje eu ja fiz uns 3 e amanha vou fazer mais 2 ou 3, eu vou fazer um por um a seu tempo, sem pressa.

Depois que eu terminar esses pequenos reparos, a casa vai estar um brinco. Ai eu vou calmamente retornar ao meu trabalho, fazendo as coisas com muita calma e muita paz. Uma paz que nao tem preço e que ninguem pode tirar de voce. E vou fazer essas coisas melhor, porque eu nao vou trabalhar desesperado que "o dia 5 ta chegando". Nao tem mais dia 5. Nem 10. Nem 20.

E agora eu tenho uma familia, que precisa do meu suporte e que me da suporte. Uma esposa e uma filha. Tenho duas lindas mulheres pra eu cuidar em casa, e duas lindas mulheres pra cuidarem de mim caso eu fique doente. Sozinho nao morro mais.

Tambem, todo o dinheiro que eu gasto na "minha" casa, fica na "minha" casa. Minha entre aspas porque a casa é na realidade da minha esposa. Mas na pior das piores hipoteses, o dia que eu sair dessa casa, deixei um monte de melhorias na casa de alguem que eu amo. Ja nas ultimas casas que morei...ta tudo la, nao tem como tirar.

Agora eu posso dizer "vou tirar um mes para estudar". Posso inclusive tirar dois. Posso aprender outras linguas, outras linguagens de programacao, outros processadores...

Agora eu posso voltar a dar aulas por caridade, coisa que toda pessoa deveria fazer em sua vida. É gratificante! O sorriso de uma pessoa que começou uma jornada guiada por voce nao tem preço!!!

Wanda, meu amor, muito obrigado pela oportunidade de ter uma vida nova. Voce foi o melhor presente que eu ganhei na minha vida.

Olhar pequenos filhotes de sirí correndo na areia da praia ao por do sol nao tem preço...voces nao sabem como isso é bom...

5 comentários:

Jesus disse...

Parabéns Alexandre pelo novo estilo de vida. Espero que isso não deixe você mais preguiçoso e acabe engordando mais....aliás, se vc mora perto da praia, então por que não caminhar todos os dias pela manhã...isso deve te dar pelo menos uns 5 anos de rejuvenescimento....fica a dica pra vc...

Alexandre Souza - PU1BZZ disse...

Caramba! Jesus le meu blog! :oO Estou honrado :oD

Rogerio disse...

bacana, gostei muito deste post, serve de liçao para mim, que ainda "corro" muito por ae...

REGINA SUIKA HIROMI disse...

Oí, Alexandre! Fiquei emocionada e ao mesmo morria de rir com alguns posts seus... Li seu blog inteirinho em 2 dias...

Sabe que você tem razão e às vezes a gente cansa e pensa o que tem do outro lado?

Dívidas, contas a pagar, busão... quisera eu ter nascido em família rica e não precisar me preocupar com tudo isso, apenas em tirar notas altas! Bem que você disse para quem nasceu em berço de ouro, para aproveitar...

Eu moro em São Paulo/SP, mas parece que o desrespeito é geral em toda cidade. Quando li seu post sobre os favelados oxigenados com música alta, e se eu estivesse no seu lugar, ficaria com vontade de usar um 'vaporizador", tipo daqueles do CSI Miami... :)

Muita luz e sorrisos,

Suiká (Regina)
www.suikacia.blogger.com.br
www.suikaopina.blogspot.com

Leonardo disse...

Parabéns cara !
E faça por merecer tudo isso !!!!!
:)