domingo, fevereiro 14, 2010

Delegada de "araque"?

Mais uma historia mal-contada...
  • Eu realmente gostaria de compreender o motivo que leva a uma consumidora, dentro de uma loja, a se identificar como delegada de policia. Nao havendo crime em andamento (e acredite, nao é crime uma vendedora se negar a trocar uma roupa), nao consigo entender a necessidade da Sra. delegada em se apresentar como tal. Só este pequeno fato ja configura abuso de poder. Ah, ela tem mais tres processos administrativos nas costas. Ok. 
  • Se identificando como delegada, QUALQUER "ui" pode ser considerado "desacato a autoridade". Alias ja passou da hora dessa lei de desacato ser revista. Ela é tao abrangente que dá margem a casos como o mostrado. Alem do mais, como a delegada pode provar que foi desacatada? É a palavra dela contra varias, e a palavra dela tem peso maior? 
  • A Riachuelo tem **obrigação moral** de CAIR DE PAU em cima desse caso, mas transforma-lo em exemplo para TODO o pais. Nao apenas de "responsabilidade social" por acolher suas funcionarias, mas mostrar que é injusto que uma delegada crie esse quiprocó todo, quando deveria estar na rua prendendo vagabundo. 
  • Olha, eu sou um cara meio abusado as vezes, principalmente quando eu sei dos meus direitos. Mas vamos pensar um pouquinho? Todo mundo sabe que, na escala de poder, em primeiro lugar está Deus, em segundo os desembargadores e juizes e em terceiro, os delegados de policia. Será que uma (ou mais) pessoa(s) normal(is) iriam gratuitamente desacatar uma delegada de policia, chamando-a de "delegada de araque"? Será que ao deparar com uma delegada criando quiprocó, a vendedora nao chamaria imediatamente a gerente para resolver a questao? Será que uma vendedora (que tem honda civic? Ou o civic ta caindo bastante de preço, ou essa vendedora ganha bem, heim?!) seria suficientemente estupida pra - SENDO PRESA E CONDUZIDA A DELEGACIA - entrar no seu carro particular, desacatar mais uma vez um policial e ainda querer passar por cima dos outros? Será que temos capixabas TAO estupidos a esse ponto?
Os tolos eram dois, e morreram tres. Tem muita coisa errada nessa historia. Quem me conhece, sabe da minha admiracao e respeito a policia civil. Mas essa historia ta fedendo a comida processada...

3 comentários:

V8 disse...

O civic da muié era VTi? :)

V8 disse...

Esqueci de comentar: Delegada da PQP, isso sim, rs. Ela simplesmente quis passar por cima da lei do consumidor... Era direito da loja NÃO trocar a roupa.

Quero ver ela subir no Morro do Quadro e dar ordem de prisão aos vagabundos de lá.


:)

Mell Nasgon disse...

ACREDITE, temos sim!