segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Herois? Que herois?

Quando eu digo que BBB é o chorume do lixo, me taxam de idiota. Mesmo que essa mensagem abaixo seja uma tremenda mentira, é bastante interessante pra gente refletir sobre o assunto. Se voce nao acredita na tragedia da plataforma, insira ai o que voce achar razoavel ou o que estiver mais proximo de voce: Bombeiros que morreram salvando vidas, policiais que morreram salvando a população, militares que foram para o Haiti defender uma patria que nao é sua (e que alias nao deveriam nem ter ido pra la), e por ai vai

---8<---corte aqui---8<---

Os bestiais participantes do BBB 10 são "heróis"? O que é para Pedro
Bial ser HERÓI?
Carta de petroleiro da Plataforma-18 a Pedro Bial do BBB da Globo
Prezado Senhor Pedro Bial
Digníssimo Jornalista, apresentador da Rede Globo de Televisão.

Confesso Sr.Bial que não sou espectador do programa o qual o senhor
apresenta. Talvez para felicidade da minha cultura e para infelicidade
do índice de audiência, ao qual seu programa está atrelado.. Mas,tive
durante um dia desses, num dos raros casos fortuitos que o destino
apresenta, a
oportunidade de, por alguns minutos, apreciar o tão falado Big Brother
Brasil, o BBB.

Para minha surpresa, durante uma ou duas vezes o senhor, ao chamar os
participantes para aparecerem no vídeo o fez da seguinte maneira:

*- Vamos agora falar com nossos heróis!
*De imediato tive uma surpresa que me fez trepidar na cadeira. Heróis????

*O senhor chama aqueles*, que passam alguns dias aboletados numa
confortável Casa, participando de festas, alguns participando até de
sessões de sexo sob os edre-dons, falando palavras chulas e no fim
podendo ganhar um milhão de Reais, *de heróis?*

Pois bem Sr. Pedro Bial, eu trabalho numa Plataforma Marítima que se
localiza a aproximadamente 180 km da costa brasileira e contribuímos,
mesmo modestamente, para que o nosso País alcançasse a
auto-suficiência em petróleo e continuamos lutando, todos nós, para
superar esse patamar.

No último dia 26 de Fevereiro presenciamos um acidente com um dos
helicópteros que faz nosso transporte entre a cidade de Campos e a
Plataforma. As imagens que ficaram em nossa mente Sr. Bial, irão nos
marcar para o resto das nossas vidas. Os seus "heróis" Sr Bial, são
meros
coadjuvantes de filmes de segunda categoria comparados com os atos de
heroísmos que presenciamos naquele momento.

Certamente o Senhor como jornalista que é, deve estar a par de todo o
acontecido. Mas sei que os detalhes o Sr. desconhece.

Pois bem, perdemos alguns colegas. Colegas esses, Sr Bial, que estavam
indo para casa após haver trabalhado 15 dias em *regime de
confinamento*.

*Não o confinamento a que estão sujeitos os seus "heróis"*, pois eles
têm toda uma parafernália de conforto, segurança e bem estar, que
difere um pouco da nossa realidade. Durante esse período de quinze
dias esses colegas falaram com a família apenas por telefone. Não
tiveram oportunidade de
abraçar seus filhos, de beijar suas esposas, de rever seus amigos e
parentes... Logo após decolar desta Plataforma com destino a suas
casas o helicóptero caiu no mar ceifando suas vidas de modo trágico e
desesperador.

E seus "heróis" Sr Bial, a que tipo de risco eles estão expostos?
Talvez aos paredões das terças-feiras, a rejeição do público, a não
ganhar o prêmio milionário ou a não virar a celebridade da próxima
novela das oito.

Os heróis daqui Sr Bial foram aqueles que desceram num bote de
resgate, mesmo com o mar apresentando um suel desafiador. Nossos
heróis Sr. Bial desceram numa baleeira, nossos heróis foram os
mergulhadores,que de pronto se colocaram à disposição para ajudar,
mesmo que isso colocasse suas vidas em risco. Nossos heróis Sr. Bial,
não concorrem ao prêmio de um milhão de
reais, não aparecem na mídia, nem mesmo os nomes deles são divulgados.
Mas são heróis na verdadeira acepção da palavra. São de carne e osso e
não meros personagens manipulados pelos índices de audiência. Nossos
heróis convivem aqui no dia-a-dia, sem câmeras, sem aparecerem no
Faustão ou no Jô Soares.

Heróis, Sr Bial são todos aqueles que diariamente, saem das suas
casas, nas diversas cidades brasileiras, chegam a Macaé ou Campos e
embarcam com destino as Plataformas Marítimas, sem saber se
regressarão às suas casas,se ainda verão seus familiares, ou voltarão
ilesos, pois tudo pode acontecer: numa curva da estrada, num acidente
de helicóptero, no vôo comercial de
regresso à sua cidade de origem....

Não tenho autoridade suficiente para convidá-lo a conhecer nosso local
de trabalho e conseqüentemente esses nossos heróis, mas posso lhe
garantir Senhor Bial, que caso o Sr estivesse presente nesta
plataforma durante aquele fatídico acidente seu conceito de herói
certamente seria outro.

Em memória dos colegas mortos:
Durval Barros
Adinoelson Gomes, e,
Guaraci Soares

*Carlos Augusto Lordelo Almeida
Técnico de Segurança
Plataforma P-XVIII*

Um comentário:

LF disse...

A carta, a colocação tem suas razões, mas puro radicalismo com o pobre do Bial que apenas apresenta o programa e usa um jargão com a palavra heróis.

As vítimas da plataforma e muitos outros brasileiros são Heróis. Outros são "heróis".

Se desejarem, baixem um Decreto-Lei, proibindo o uso "inapropriado" da palavra heróis. E puna com a morte os irresponsáveis que fazem piadas com essa nobre palavra.