sábado, junho 09, 2012

Atmel, assim voce fica pra tras...

Aproveitando as "ferias" no rio de janeiro, trouxe os dois kits que a Renesas (na pessoa do André Oliveira) me cedeu pra testes, e estou dando aquela conferida basica.

Minha opiniao ate o momento:
  • As definições (part numbers) dos processadores, sao cripticas. Talvez por causa da uniao de duas ou tres empresas (NEC, Hitachi, quem mais?) no que hoje em dia é a Renesas.
  • O tal do HEW, o ambiente integrado da Renesas, é varias ordens de magnitude mais confortavel, amigavel e ABSURDAMENTE MAIS RAPIDO que o AVR Studio 4. O 5 é uma jaca e o 6 eu ainda neo testei. Gostei muito. Mesmo sendo bastante complexo (há um bilhao, trezentos e oitenta e quatro milhoes, quatrocentos e vinte tres mil, duzentos e oitenta e sete - e meia - opcoes), nao foi dificil criar um projeto e fazer um led piscar, inclusive usando o debugger.
  • A placa que estou usando esses dias (RPBRX62N, sbrubbles sbrubbles sbrubbles) tem um debugger JTAG ja na face inferior. Tem o incomodo de conectar dois cabos USB no computador para o uso. Mas olha, QUE TROÇO RAPIDO. Nao apenas o debugger, como a gravação da memoria do microcontrolador. Fazia tempo que eu nao via um troço TAO RAPIDO na gravação
  • Como eu comentei ha pouco com o Luciano Sturaro no ICQ...É um "outro mundo" bem fora do que estamos, digamos assim, "acostumados". É um processador de 32 bits, lotado de memoria e perifericos. Rodando a 100MHz. Uau.
E o mais importante: Suporte da Renesas.

Eu sou usuario de microcontroladores a 16 anos. Comecei nos MCS51 (8751) da intel, passei um tempo breve nos PICs (16F54, 16C84, 12C508JW) e quando descobri os AVR, fiquei por la mesmo. Uso Atmel a MUITO tempo, e tenho um investimento "razoavel" em equipamento (programador, debugger, integrados, evaluation kits) e software (documentacao, compiladores, etc). A Atmel NUNCA me mandou um chip pra teste. E a Renesas vive me mandando material pra avaliacao. E eu nunca usei Renesas em um projeto. Do jeito que a Renesas do Brasil me trata bem, eu vou acabar virando a casaca. Tem projeto grande vindo ai, e nao custa nada eu pendurar um processador de 32 bits japones la dentro. Nao custa nada MESMO.

Quem é desenvolvedor, sabe. Nao é uma questao de ganhar caneta, bloquinho e caneca. Um STK600 da Atmel nao chega aqui por menos de 300 dolares. Um AVR Dragon (que é o "minimo" que voce pode ter pra desenvolvimento serio) custa uns 150-200 dolares. Um AVR JTAG-ICE II nao custa menos de 400 dolares. Enquanto isso, eu tenho um debugger/programador standalone da Renesas (o E8) e duas placas com debugger JTAG integrado (o tal do Segger). TUDO DE GRAÇA. Eu tenho amostras, documentacao, equipamento, placas de desenvolvimento/demonstracao...Isso tudo custa MUITO dinheiro. Nao é barato. Eu tenho facil facil uns 6-8 mil reais de material da Atmel, que eu comprei do meu bolso. Ai aparece a Renesas, e manda tudo de graça, mao beijada, e ainda diz "se precisar de mais alguma coisa, estamos a disposicao".

Ai eu pergunto: Quais as chances de eu considerar o uso dos processadores da Renesas no futuro? Talvez seja BEM MAIOR que os processadores da Atmel. Eu nao quero ser paparicado, eu so quero uma "troca justa" - Gere-me vendas e propaganda, que eu te forneço material que voce precisa, pra me gerar mais vendas e propaganda. E eu NUNCA recebi mais que um panfleto (ta bom, ganhei um pen-drive! :D) da Atmel. E todos os projetos do tabajara labs, sao feitos com Atmel. E eu ainda por cima sou um evangelista - de gratis - da Atmel.

Alo Atmel do Brasil, que tal dar mais atencao aos pequenos desenvolvedores? Podem sair grandes surpresas dai!!! E Renesas, muito obrigado pelo suporte. O meu proximo projeto vai acabar sendo movido a RX62N...

3 comentários:

Helio Ribeiro disse...

Olhando pelo comentário e pelo tratamento (com posterior retribuição), não seria interessante a Reneseas pular no barco do Arduino e fazer um clone com chip próprio? Sei que é mais difícil agora, pela sacada que a Atmal pegou em ver uma armada de italianos montando um uC para as massas, mas, se é do desejo da Reneseas e conhecendo o Brasil e regiões vizinhas... por que não? (Não estou nem entrando no mérito de capacidades específicas, a coisa é mais um punhado de clone do arduino, em código aberto, com apoio da Reneseas)

Alexandre Souza - PU1BZZ disse...

Tenho absoluta certeza que arduino nao é interesse da Renesas...

André Pereira da Silva disse...

Eu também recebo amostras, kits e o que for da Renesas, inclusive conheci o André Oliveira conhecendo, primeiro, a Renesas. Trabalho maravilhoso da empresa, fora um excelente suporte do nosso amigo André Oliveira. Ainda tem um grupo só para renesas, o www.renesasrulz.com.
Sempre que preciso resolver uma pendenga, peço uma amostra faço o trabalho e digo a o cliente que procure a Renesas Brasil e termine por comprar mais chips....