quarta-feira, junho 10, 2015

O professor que bloqueava

Esse post é um comentario a (excelente) coluna do meu amigo B.Piropo, no IT Forum. Link?
http://itforum365.com.br/blogs/post/113627/um-bravo-professor

Conforme prometi, teceria alguns comentarios com calma, porque o assunto é deveras vasto, e precisa ser analisado com calma.

Nao foi la? Que pena. Perdeu um excelente artigo. Vai la ler, e volta aqui.

Voltou?

Entao continuando:

Interferencia em celular é cana dura. A rede de celular - felizmente - é uma das coisas mais bem boladas e protegidas da nossa terra brasilis. Graças a isso, celular funciona em qualquer lugar. Inclusive nos presidios.

Mas como?

A intenção do professor foi otima. Eu mesmo ja quis comprar bloqueadores de celular pra andar no bolso, assim quando eu estivesse no restaurante jantando, ou em algum lugar que eu nao quisesse ser incomdado, eu simplesmente ligaria o bloqueador. Só que, infelizmente, nao é bem assim.

Há basicamente dois tipos de bloqueador de celular: O bloqueador por "espalhamento de sinal" e o bloqueador "direcionado". Coloquei os dois entre aspas porque realmente nao tem esses nomes. Vamos simplificar, afinal nao é uma coluna tecnica.

O bloqueador por espalhamento gera um sinal de banda larga, cobrindo todo o espectro dos celulares. Ou seja, seria como uma torre de celular com sinal muito forte, transmitindo nos canais de recepcao de todos os celulares simultaneamente. Seria o equivalente ao seu vizinho funkeiro colocar o ruido que ele escuta no ultimo volume do som poderosissimo que ele comprou. Ninguem escuta o programa de tv, a radio e a namorada reclamando.

O bloqueador direcionado funciona como uma "celula de interface" entre os celulares de uma area - um presidio, por exemplo - e a celula "oficial" da operadora. Nesse bloqueador, ha cadastro de todos os celulares "autorizados". Todo o resto, é bloqueado (ou monitorado!).

O bloqueador que o professor utilizou, é o primeiro tipo, o por "espalhamento". O problema desse bloqueador é que ele bloqueia TUDO. Ou seja, se ocorrer uma emergencia, ou uma necessidade real de uso, o bloqueador tambem vai bloquear essas ligacoes. Pior, nao há como limitar o raio de operação desse aparelho. Todos os celulares em uma determinada area correspondente a potencia do transmissor do bloqueador, serao bloqueados. Sem excessao. Ou seja, dos alunos, dos mestres, dos vizinhos, dos medicos, veterinarios, policiais...todo mundo ao redor.

Pra esse tipo de utilizacao, deveria-se utilizar o sistema de bloqueio seletivo, o "direcionado". Com isso apenas os celulares autorizados do pessoal da escola, funcionariam. Claro que isso tambem geraria interferencia nos vizinhos. O que mostra que, usar um bloqueador de celular em uma area densa, populosa, é pessima ideia.

O que tambem mostra, que é perfeitamente possivel bloquear celulares dentro de um presidio, tecnologia há, e custa razoavelmente barato. Falta vergonha na cara e vontade politica para tal. Mas isso é outro assunto completamente diferente, fora do escopo do artigo...

Nenhum comentário: