terça-feira, setembro 19, 2017

Restaurando o Korg Trinity Pro X (e essa é a parte 1!)

Eu sou um cara de sorte :o)

Nao sou um cara rico. Mas tenho bons amigos, as vezes me vendem por mixaria ou ate me dao de presente coisas muito legais, que normalmente eu nao poderia comprar, ou nao seria justo alocar (tanto) dinheiro pra essas coisas.

Entao, um grande amigo fez um "niguçim" comigo. Um teclado que eu tinha, por um "monstro".

Alias, voce conhece a definição de monstro? Permita-me atualiza-la...


Nao. Acho que voce nao entendeu. Deixa eu colocar essa foto minha aqui, em pé ao lado do teclado, pra ver se voce entende melhor...

Ola mamae! :oD

Esse MONSTRO tem 1.50 de largura. Eu tenho 1.80. Por ai voces veem o quanto o bicho é ENORME. Pesa 31 quilos (!!!!!!!) e deve ter uns 40 cm de comprimento.

Um monstro, em todos os detalhes.

O Trinity Pro X é a versão "do chefe" da linha Trinity da Korg. É um teclado cheio de recursos, com sons incriveis, sequenciador, telao de toque, cheio dos gueri-gueri. Realmente, é um sonho. Eu NUNCA compraria um teclado desses pra reparar. Principalmente depois da furada e do vexame do Triton TR 76 (e seu famoso defeito do "ligado em 220"). Massssssssssssss...

Um dia o Gargamel me manda uma mensagem dizendo "Vou vender meu Triton Pro X". Eu fiz uma oferta pra ele de um teclado que eu tinha aqui, que tem mais ou menos o mesmo valor. "Voce vende o meu teclado que ta novinho, e eu fico com o Triton mortinho". Deu negocio, e veio pra ca o bichao.

Mas por que mortinho?

A historia é longa, e involve acidentes intimos de percurso (dele, nao comigo). Mas basta dizer que esse teclado ja rodou a america latina em shows, foi pisoteado, tacado no chao, usado de cama (cabem dois casais dentro, com folga), jogado pra la e pra ca e muito, mas MUITO usado. Como todo teclado MUITO usado, tinha uma longa lista de "pequenos defeitos", alem do LCD quebrado por um pequeno "acidente domestico de percurso". Whatever, o teclado "funcionava". Sort of.

Como eu gosto de um bom desafio, e eu nunca que ia ter um Trinity de outra forma (principalmente um Pro X, que e a versao "topo" com teclado de piano, etc) entao vamos a luta :o)

Um dia, chega o monstro aqui em casa.


(O bag ao lado? É meu DX-7...Mal ae.)

Entao ele chegou assim, sem cuidado, sem carinho, e um desenho muito fofo no lugar do LCD. O que "sobrou" do LCD exemplifica o "acidente domestico" ao qual ele foi submetido...



Nao adiantava nada mexer no teclado ate conseguir um LCD. E de preferencia, outra moldura plastica do LCD. Ai, tinha alguem no ML vendendo peças de Trinity, e me vendeu a moldura plastica por, pasmem...20 cruzero... :o) A historia e a mesma - Quebra o LCD do Trinity, voce joga o teclado fora. O teclado de 5 oitavas vale uns 2000 a 2500 reais. E os insanos aqui no BR vendem o display a miseros 1000 reais. Quando nao mais caro. Ai o cara desmonta o Trinity e vende as pecas.

So que eu vi a foto do LCD. E nao vi nenhum quebrado no LCD...



Ai eu perguntei..."Moço, meu teclado ta com um buraco no lugar. Me dá seu LCD bichado?"

O resto da historia voces ja conhecem, né? :o) Paguei 20 reais pela moldura do LCD, e ganhei um LCD...funcionando :oD

Claro, o digitalizador ta quebrado. Mas é melhor comprar um digitalizador de 18 dolares, que um LCD de 78 dolares.


O Trinity é um teclado complicado nesse ponto do LCD. Sem o LCD/Digitalizador, voce NAO USA o teclado. Dá pra no maximo trocar de timbre, sem saber o que ta fazendo. Entao, sem digitalizador, esquece. Sem LCD tambem. Agora pelo menos eu vejo o que ta acontecendo :o)

SCORE!!!!!!!!!!!!!!!

Bem, pra chegar nisso, foi um longo caminho. Como eu gosto de contar minhas aventuras, entao vou contar pra voces como foi o reparo do Trinity.

A lista de defeitos, era mais ou menos essa:
  • Faltam 80% dos parafusos do teclado. Dentro e fora. 
  • No "conjunto" do pitch bender, floppy, etc...O conector do headphone tava meio solto, faltava o drive de disquete (coloquei um emulador de drive de 1.44 no lugar), o conector do ribbon estava solto. 
  • No "conjunto" da placa de saida de audio, as soldas dos conectores de saida estavam um absurdo, faltavam parafusos fundamentais, havia um jumper-gambiarra na placa bypassando o canal direito do potenciometro de volume (que esta com defeito)
  • No "conjunto" das teclas da esquerda, onde fica o controle de volume, o potenciometro de volume tem um dos "wipers" completamente oxidado. Alem de alguns botoes tacteis estarem falhando
  • O LCD, obvio, nao tinha :oD 
  • Hora de trocar a bateria...
  • A madeira do fundo é - pasmem - MDF! O_O E um lugar está um pouco inchado
  • Um ferro que tem na frente do teclado está pra la de oxidado
Só isso :o)

Comecei pela aparencia externa. Primeiro tinha que tirar o desenho (o qual eu guardei, pq achei super bonitinho) e limpei a parte superior da carcaça do teclado. Infelizmente é aluminio anodizado, as "pancadinhas" e arranhoes nao tem muito como resolver. Vai ficar assim pra sempre, ou ate aparecer um Pro X que va pro lixo. O que eu duvido.


O motivo de eu colocar essas fotos aqui, é que tem muita gente que - pasme - nao sabe tirar grude com removedor. Removedor (que voce compra em supermercados) nao afeta a maioria dos plasticos. E muito menos aluminio. Entao primeiro eu raspei COM UMA REGUA PLASTICA os residuos de plastico/papel colados no teclado

(o porque da regua plastica? Simples: Um material so pode ser riscado/quebrado por algo mais "duro" que ele mesmo. Se voce tem uma placa de aluminio, voce nao pode usar uma faquinha ou outro pedaco de aluminio pra raspar. Mas pode usar uma regua de plastico, que é mais duro que o papel/cola e mais mole que o aluminio. Essa regra vale pra tudo na vida. Serio.)


Agora que ficou so a cola, usei um pano de chao (aspero...a aspereza do pano ajuda) e doses generosas de removedor. 


Viu, limpou tudo. O risquinho embaixo, no meio, é um amassado. Algo bateu de ponta ali.

Com tudo limpo, esperei chegar o LCD e comecei os testes. Soldei um fio que estava arrebentado no cabeamento interno do Trinity, e conectei o LCD no lugar. Claro que nao ligou de primeira.

O conector do flat cable do LCD, com a pancada que levou, dobrou 90 graus em direcao a placa. Levou um tempo observando esse conector (e umas 7 ou 8 subidas e descidas ao laboratorio) pra colocar o conector no lugar, desamassar os pinos, descobrir que ele estava dando mau contato, arrumar um pedaço de plastico pra calçar o flat cable, ver que nao estava ligando o backlight, descobrir que tinha um fusivel na placa do inverter, arrumar um pedaço de fio...eh...fusivel pra colocar no lugar e, finalmente, o teclado me saudar com sua linda apresentacao.


Com o display ligado, deu outro animo pro reparo do Trinity. Eu que nao ia fazer nada no dia, acabei perdendo o dia inteiro consertando o resto das gambiarras.

Ai, passei pro modulo do pitch bender/etc. Esse eu nao tirei fotos porque o reparo foi realmente coisa boba. Praticamente conectar um flat cable no lugar, parafusar o drive, parafusar a placa do conector do headphone que estava presa só pela porca do jack (aproveitei pra refazer as soldas, coisa que voce faz obrigatoriamente em TODO CONECTOR de QUALQUER APARELHO DE SOM, principalmente teclados). Instalei no lugar, liguei, tudo funcionando

(update 19/set) Dica IMPORTANTISSIMA: O Trinity usa o sinal de disk change ( /DCHG) para - duh - indicar que houve troca do disco, no pino 34 da interface de drive. Entao, para o seu Trinity funcionar direitinho com o emulador de drive, voce tem que usar um drive ou emulador de 1.44MB, com o sinal de Disk Change no pino 34, ativo em nivel BAIXO. O pino 4 da interface de drive nao é conectado. 

Entao passei pra placa de audio. A diversao começou ai :oD


Essas eram as soldas dos conectores de saida de audio. Pera, eu amplio pra voces


Gostoso, ne? Se voces observarem direitinho, nao apenas as soldas estao PODRES, como tambem faltam TODOS os parafusos que prendem a estrutura metalica que da rigidez a placa, parafusada no painel traseiro.

Vou dar um tom mais suave a esse assunto


ISSO é serviço DECENTE. Soldas bem feitas, todos os parafusos colocados no lugar. Placa limpa, serviço LIMPO. Aprendam, tenicos de meleca! O_O


Essa é a placa toda. Mas ainda tinha mais gambiarra, perai...Tao vendo aquela linha azul, ali no canto inferior direito?


Antes tinha isso ai no lugar. É um bypass do potenciometro de volume (só no canal direito) pq o pot ta bichado TAMBEM. Arranquei fora. Proxima gambi...


Isso é o potenciometro de volume por dentro. Eu esqueci de tirar foto da sapatinha que pega na trilha de carbono. Ela estava VERDE de oxidacao. Por isso que o canal direito nao funcionava, e a placa anterior estava com essa gambiarra


Esses botoes ai tambem nao estao muito melhores nao. Sao baratinhos, faceis de trocar. Por via das duvidas, vou trocar todos eles. Assim fica "padrao", como diz o ADG. 


Pra quem quiser trocar os seus, chave tactil com eixo de 6mm. Todos os botoes sao iguais. Aproveite e troque os leds vermelhos pela cor que mais lhe agrada, assim voce personaliza o seu teclado, he he he :o)

Bem, tudo funcionando. Por enquanto, é só. Agora eu preciso:
  • Encontrar um potenciometro de volume NOVO para trocar (se achar o outro que é o de "valor" eu aproveito e troco tambem
  • Comprar o digitalizador do display, custa em torno de 20 dolares no AliExpress
  • Comprar todas as chaves tacteis (umas 40). Custa mixaria, vale a pena trocar logo tudo
  • Ja que eu estou trocando as chaves e os potenciometros, é de bom alvitre trocar tambem o encoder rotativo. Afinal, esse teclado tem uns 15-20 anos, e o encoder ja ta dando seus soluços
  • A pilhazinha de memoria interna vai ser substituida por um soquete e uma CR2032, afinal tambem ja deve estar nas ultimas
  • Conseguir todos os parafusos que estao faltando
  • Pintar a peça frontal de metal que esta oxidada
E com isso, meu tecladao vai pro meu "cantinho da musica", provavelmente ocupar o lugar do meu Alesis QS-7. Pq afinal, com um Trinity, pra que todo o "resto"? :oD

 (sim, o que esta "embaixo" é um Alesis QS-7. Voce nao está vendo errado, nem é um truque de camera. O QS7 - que é bem grande - é um 'pianinho' perto do tamanho colossal do Trinity. Ele é tao grande e pesado, que eu provavelmente vou ser forçado a trocar minha estante Stay Aluminium por algo mais resistente :o\ )

Valeu pessoal! Nao esqueçam de dar aquela clicada nos nossos anunciantes ai ao lado (isso ajuda pacas o blog, vai por mim...) e por favor, COMPARTILHEM essa publicacao no facebook, twitter, orkut, BBS, quadro de mensagens do supermercado, etc...Seu comentario é o meu salario :oD


(em breve: Parte 2)

9 comentários:

Tavinho GOmes disse...

\^^/

Jonathas Lacerda disse...

Eu adoro esses posts de restauração. Geralmente são um puta trabalho seguido de uma puta satisfação. Do caraio!

Eduardo Ruiz disse...

Alê, parabéns pelo trabalho, além do capricho, a atenção que nossas "crianças"merecem!
Ah! Palpitando, não vira uma re-anodizada no alumínio, ou pintura a pó persoalizada, e novos silks, vc tá em SP acho que como é fuçador, arrumaria que faça um e outro! Teria um Pro-X ZERO!
Valeu amigo, abração!
Espero a parte dois...

Bené disse...

Massa, que baita teclado, enorme mesmo,e eu já tive um qs8.1 mas este é bem maior! Vai ficar uma beleza, vc trabalha bem e com carinho, quero ver os passos deste "renascimento"! Valeu!

Raphael Jordão disse...

Brother, eu não entendo nada de eletrônica e tudo mais que você faz, mas SEMPRE leio tudo. Parabéns! Ficou foda o teclado!!!

Allex Bessa disse...

Aeeee !!!!
Parabéns por dar vida novamente a ele.
Coisa boa de se ver !!!

Matheus M disse...

Maaaaano que massa, você é o 8 Bit Guy do BR (se não conhece, tem o canal 8 Bit Keys do Youtube que ele mostra teclados antigos).

Fernando Gallego disse...

Trabalho de primeira Taba! Parabéns! Eu ainda acho que você deveria postar essas restaurações em vídeos de 30 min no YouTube, com legendas em inglês. Creio que além de nos divertir, iria arrecadar algo disso. Um abraço.

WillKeys disse...

Ahhh o Trinity, foi meu sonho da adolescencia. Quando comprei dei saltos de alegria.
Posta a parte II logoo!!!