segunda-feira, julho 09, 2018

A fonte do MSX Turbo-R (e dos FX, WX e WSX tambem!)

UPDATE:
Poxa pessoal, 3 apoiadores a mais ate agora na campanha do apoia.se. MUITO OBRIGADO a voces, e pensa só, quem nao gostaria de pagar uma pizza pro Tabajara? Pelo Apoia.se voce pode. Inclusive nao precisa ser apoio mensal. Voce pode chegar la e mandar uma merreca pra mim, tipo "doação uma vez só". Pode ser tambem pelo paypal, no alexandre.tabajara@gmail.com - Isso ajuda PACAS (todo dinheirinho é valido) e ainda por cima da aquele animo. Esses posts complicados dao trabalho de montar, editar, pesquisar...Eu nao cobro nada por isso. Mas saber que alguem REALMENTE gostou e achou util esse trabalho dá um gas danado pra fazer mais

Entao, por favor gente, por menor que seja a "doacao", vai la no apoia.se e da uma maozinha pro taba :D

Continuando o post...

Ola pessoal! Tabajara na area!

Eu hoje ia postar sobre o Wavy23 que chegou aqui com 3 quilos de terra, e ficou novinho. Mas sao 50 fotos e eu nao to com muito saco de aturar a velocidade lerdenta do blogspot pra carregar fotos. Entao hoje eu vou falar sobre um assunto muito mais importante, mas com menos fotos internas: A fonte do Turbo-R.



Mas primeiro EU VOU MENDINGAR!!! :D Sim, eu sou mendigo! Eu estou duro, sem serviço (do que paga as contas) entao vou pedir! CLIQUEM NOS NOSSOS ANUNCIANTES, conheçam seus produtos, visitem sempre o blog! Participem da minha campanha no APOIA.SE


MISERAS 3 PESSOAS ME APOIANDO!!! Gente, isso é de uma pao-durice sem fim! Que custa 10, 20 reais por mes pra dar uma forca pro Tabajara? Que tal ajudarmos a fazer um site cada vez melhor, com informações de qualidade e tutoriais que te economizam dinheiro te capacitando a consertar seus micros voce mesmo??? Vamos ajudar, gente :oD

Ok, cabou a mendigagem, vamos voltar pro assunto do dia


Tudo começou quando o Alê (o outro) chegou aqui em casa com um FS-A1GT (uau!) morto. Nao ligava. Pra encurtar uma longa historia, faltavam os 5 volts na fonte. Eu liguei uma fonte externa e funcionou. Entao, o problema estava na (minuscula) fonte (chaveada!) do GT.

Diga-se de passagem, eu NUNCA vi um micro vir com defeito do japao e/ou futucado. Este estava os dois. A fonte foi (porcamente) recapeada, o japoronga tentou reparar a fonte trocando o transistor mas so conseguiu arrancar as metalizacoes da placa, ferrando a fonte quase a beira do irreparavel.

Mas como é essa fonte?

Primeiro, vamos conversar um pouco sobre a fonte interna dos panasonic

Todo MSX usa basicamente 3 tensoes: +12V, +5V e -12V. Nao importa qual o transformador externo que voce tem, dentro do MSX sao geradas essas tres tensoes. +5 alimenta toda a parte logica, +12 normalmente é parte de video e audio, -12 é usado em audio e eventualmente serial, etc. Obviamente, nos slots essas tensoes estao presentes.

Na maioria dos MSX, +12 e -12 requerem muito pouca corrente. Entao normalmente usa-se um 7812 (regulador de 12 volts positivo) e 7912 (regulador de 12 volts negativo) para gera-las. Esses reguladores fornecem ate 1A de corrente (no talo). O consumo raramente é superior a 50-100 miliamperes.

Ja os 5 volts...Eu nao tenho figuras precisas, mas estimo que um micro como o Turbo-R consuma 1 a 2 amperes em 5 volts. Fora os slots...Como normalmente temos muita coisa pendurada nos slots (e muitas vezes excedendo a capacidade de corrente possivel de ser fornecida pelo MSX, vamos jogar isso ai nos seus 3-4 amperes. Um regulador linear para isso fica ENORME e esquenta pacas. Entao o jeito é usar uma fontezinha chaveada.

Uma coisa interessante desse meu trabalho de pesquisa, foi descobrir que a fonte dos MSX da panasonic que tem o gabinete semelhante ao Turbo-R (ou seja, FS-A1FX, WX, WSX, ST, GT) sao TODAS IGUAIS. Mudam - inexplicavelmente - o transistor regulador. Mas as fontes sao iguais e com componentes de valor igual/semelhante. Vamos ver:






Esses recortes sao dos manuais do FS-A1GT, FS-A1ST e FS-A1WX. Eu vou explicar em pedaços para todo mundo entender (e se voce clicar nos esquemas, eles aumentam).

Primeiro, as fontes "simples" com regulador linear: +12 e -12


Essa e a fonte comum que todo mundo aprende na escola. Transformador sai AC, passa por um diodo pra tensao positiva (D7), um diodo reverso pra tensao negativa (D6), Um capacitor em cada entrada do regulador, um capacitor na saida de cada regulador, 7812 pro +12 e 7912 pro -12. Nao tem nem muito o que explicar. Essa parte da fonte, nao da defeito. Inclusive, se o TR nao ligar, voce pode medir o +12 e o -12 na saida da fonte ou nos slots.

A parte complicada é a fonte de 5 volts


Essa vamos com bastante calma

Esta fonte usa o MC34063, um regulador chaveado de tensao de saida ajustavel. Ele chaveia o Q1 (cada micro usa um transistor diferente - e equivalente. Mas parece que em todas serve o 2SA1643 que tem disponivel por menos de 5 reais na Multcomercial) e com isso regula a tensao de saida.

Quando essa fonte pifa, a GRANDE possibilidade é de que o MC34063 e/ou o 2SA1643 estejam com defeito. Obvio que sempre podem abrir um resistor na parte de baixo da placa, ou o crowbar da saida entrar em curto. Mas eu sempre começo o reparo por ai.

Alias, o que é crowbar?

Crowbar ("pe-de-cabra") é um circuito muito faceiro que neste caso coloca a fonte em curto (e por consequencia a desarma) se a saida passar de um certo valor.



Funciona da seguinte forma: Aquele diodo com uma perninha a mais, chama-se SCR. Vamos imaginar que ele seja um "rele" de estado solido. O D9 é um zener de 5V6, ou seja, é um diodo especial que conduz a partir de 5,6 volts. Se der uma encrenca na regulação da fonte (por exemplo, se abrir R96/R182 que fazem o elo de realimentação pro pino 5 do MC34063) a tensao vai pra casa do chapeu. Ai essa pecinha linda bota a fonte em curto, e o MC34063 desarma. E seu Turbo-R vai dar defeito. Mas nao vai queimar inteiro.

Entao, a primeira coisa que fazemos pra consertar a fonte do TR é retirar L2. L2 isola COMPLETAMENTE a fonte do TR, e isola tambem o circuito de crowbar. Com isso voce detecta facilmente o erro da fonte. E tambem o erro do crowbar.

Uma vez retirado L2 (e PRESTE ATENCAO, retire L2 e nao L6. L6 é o indutor grande, verde. L2 é um indutor pequenininho, com o cobre a mostra, de 1cm de diametro. Se voce retirar L6, a fonte vai pra 22 volts porque voce vai isolar o elo de realimentacao tambem!) voce pode medir a tensao da fonte de 5V. Ate 5.2-5.3 volts é aceitavel.

O interessante que este micro do Ale tinha este componente queimado tambem. Era um 5P6J, que pode ser substituido diretamente por um TIC 112 facilmente achado no comercio. O Zener SMD de 5V6 (que fica por baixo da placa mae) tambem pode ser substituido por um zener pth comum de 5V6 (obvio), ligando os terminais no lugar certo. 

Os componentes da fonte sao todos disponiveis no BR. Comece testando o transistor, se nao troque de cara o transistor e o MC34063. Voce encontra o SMD no mercado livre, nao e dificil de achar hoje em dia. Se mesmo assim a tensao ficar maluca, confira se tem (em torno de) 22 volts chegando no pino 6 do MC34063 e no emissor do transistor. Se nao tiver, pode ser que - de alguma forma - tenha evaporado a trilha que conduz a tensao de D2/D3 ate o transistor/integrado. Um jumper de fio e ta resolvido.

E com isso, volta o Alê com seu GT perfeitinho, pra casa






Ah, pq eu nao tirei um monte de fotos de dentro do micro? Pq eu tava TAO PILHADO de consertar essa jaca, que eu nem me toquei de tirar fotos. Mas espero que a explicacao do post tenha sido suficiente pra voces.

E o Wavy 23? Amanha :o)

Valeu pessoal! Nao se esquecam do click dos anunciantes, e POR FAVOR, participem da campanha do apoia-se, eu mereço(?) :)


Um comentário:

C_E disse...

Uma senhora aula sobre essas fontes!! :D