terça-feira, novembro 29, 2005

Esportividade de brinquedo

O Palio 1.8R tá aí

Mais uma vez a industria automobilistica nacional mostra sinais da sua incompetencia. Até mesmo a Fiat - precursora de tudo de bom em materia de mecanica nacional (carro com turbo de fabrica, ressurgimento do cambio automatico, motor de 5 valvulas/cilindro, motor de 5 cilindros, o tal motor "fire" que anda pra caramba com pouquissimo combustivel, etc...) pisou na bola com o tal Palio 1.8R

Eu acho inconcebivel que um motor de tecnologia mais moderna, com a mesma litragem do motor do meu carro (1800 cc) possa ter menor potencia (115 cv contra 128 cv do meu).

Eu acho inconcebivel um carro esportivo sem os correspondentes acessorios esportivos e o visual agressivo do meu formula

Eu acho completamente inconcebivel um carro que se diz esportivo, sem bancos a altura. Nao, revestimento "bonitinho" nao é banco esportivo. Banco esportivo é MOMO, RECARO ou coisa parecida. Os do meu carro sao Recaro.

Eu acho impraticavel um carro esportivo sem teto solar. E com acionamento eletrico, ainda por cima. E nada de abinha pra fora, teto solar é pra ficar escondido dentro do teto do carro. Só abre o buracao. E a Fiat é tradicional nisso com o FANTASTICO "Sky Window" do Stilo. Ô troço incrivel!

Resumindo: Eu acho o Palio 1.8R (um carro de quase 40 mil reais) uma pessima piada de mau gosto. Quem conheceu o tempra turbo (que era estiloso mas nao era propriamente esportivo) e o Uno Turbo (que era REALMENTE um carro com cara de esportivo), Olha pra esse Palio 1.8R e dá aquela escarrada no chao. Brincadeira de mau gosto.

E depois reclamam porque nao vendem carro no Brasil. Informo que 40 mil reais compram um BMW esportivo com 6 ou 7 anos de uso, ok?!

Nenhum comentário: